10 jogos de consoles que chegaram ao celular

Há quase duas décadas, o que você jogava em seu celular? Talvez tenha respondido com o clássico Snake, que vinha nos dispositivos da Nokia. Com o avanço tecnológico, a situação hoje é bem diferente: títulos dignos de PC e consoles estão ganhando versões portáteis que, muitas vezes, não ficam devendo nada às originais.

O BitBlog separou 10 famosas franquias que receberam edições para Android, iOS e Windows Phone (junto com o seu sucessor, o Windows 10 Mobile) e impressionam pela qualidade. De Sonic a GTA, tem para todos os gostos. Colocamos também os links para download após os nomes. Confira!

10) Ridge Racer Slipstream

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: no Android, é gratuito. No iOS, US$ 2,99.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 2,53 a R$ 127,84.

A amada série de corrida arcade chegou aos smartphones em grande estilo. Slipstream tem tudo o que os fãs de longa data esperavam: muitas derrapagens, turbos e opções de personalização, além de bastante conteúdo dos games anteriores. Com 12 pistas, 16 carros e um modo carreira com 216 disputas, este é obrigatório para quem gosta do gênero.

9) Batman Arkham Origins

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: gratuito.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 5,05 a R$ 253,85.

Batman Arkham Origins

Esqueça a liberdade de seu irmão mais velho para consoles. A edição mobile de Arkham Origins consiste em um título de luta que, embora seja um pouco repetitivo, diverte. Compras no aplicativo deixam o herói ainda mais forte. É possível conectar o smartphone às versões do jogo para PS3, 360, Wii U ou PC e destravar conteúdo adicional.

8) Sonic All-Stars Racing Transformed

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: gratuito.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 2,53 a R$ 38,33.

Sonic All-Stars Racing Transformed - mobile

Um dos games de corrida mais divertidos da década, Transformed é a maior ameaça que Mario Kart já viu. Com visual caprichado, trilha sonora excepcional (falamos dela aqui no BitSound!) e controles fáceis, o port para plataformas móveis ainda conta com modo multiplayer online. Fãs da Sega vão se sentir em casa, podendo jogar com personagens de suas franquias clássicas.

7) Mortal Kombat X

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: gratuito.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 6,12 a R$ 307,31.

Com gráficos muito caprichados, quase que semelhantes aos do jogo no PC, Mortal Kombat X é um dos destaques do iOS e Android em 2015. Golpes são liberados à medida em que o jogador evolui no modo principal. Os Fatalities estão presentes, assim como os tradicionais personagens que marcaram a infância de muita gente (inclusive a minha). Jogá-lo em um smartphone não é uma das tarefas mais fáceis, mas nada que não melhore com algumas partidas.

6) Tales from the Borderlands

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: cada episódio custa US$ 4,99.
Conteúdo adicional pago? Apenas os cinco episódios.

Tales from the Borderlands

Inspirado no universo de Borderlands, este spin-off deixa de lado o gênero de tiro em primeira pessoa. Tales from the Borderlands é um adventure com uso frequente da tela de toque. Foi desenvolvido pela Telltale, a mesma responsável pelas adaptações de The Walking Dead para os videogames. Com uma narrativa que se desenvolve em cinco episódios, as escolhas do jogador determinam o rumo do enredo. Se gosta de ação frenética, melhor passar longe.

5) Mass Effect Infiltrator

Disponível para: Android (Google Play) e Windows Phone (Microsoft Store)
Preço: no Android, R$ 14,05. No Windows Phone, R$ 6,50.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 3,99 a R$ 40,19.

Da mesma equipe responsável pela adaptação de Dead Space para iOS e Android, Mass Effect Infiltrator é um dos melhores trabalhos mobile da EA. Conta uma trama paralela a Mass Effect 3, com personagens alternativos, mas mantendo a típica ação da série. Curiosamente, a edição de iOS foi tirada da App Store, sem maiores explicações.

4) Grand Theft Auto: San Andreas

Disponível para: Android (Google Play), iOS (App Store) e Windows Phone (Microsoft Store)
Preço: R$ 28,49 no Android, US$ 6,99 no iOS, R$ 15,90 no Windows Phone.
Conteúdo adicional pago? Não.

Grand Theft Auto - San Andreas

San Andreas expandiu GTA em todos os aspectos, sendo um dos títulos mais vendidos do PS2 e Xbox. Nos celulares, mantém sua essência, sem grandes novidades. As músicas combinam perfeitamente com a vibe gângster do jogo. Enquanto a adaptação mobile de GTA IV não vem, é uma boa opção.

3) Final Fantasy III

Disponível para: Android (Google Play), iOS (App Store) e Windows Phone (Microsoft Store)
Preço: R$ 19,50 no Android, US$ 14,99 no iOS, US$ 15,99 no Windows Phone.
Conteúdo adicional pago? Não.

Final Fantasy III mobile

A versão para celulares de Final Fantasy III é quase a mesma do remake para Nintendo DS de 2006. Com gráficos 3D atualizados, este foi o maior RPG da época em todos os aspectos, usando os recursos de hardware do NES até o limite. Se você gosta de RPGs japoneses, este é obrigatório.

2) Fifa 16

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: gratuito.
Conteúdo adicional pago? Sim, variando de R$ 2,50 a R$ 199,99 (Android).

Embora ganhe tanto dinheiro com DLCs e séries anuais, o que causa grande polêmica na indústria, não dá pra negar que os últimos Fifa para smartphones têm sido bem acima da média. Fifa 16 não é diferente. Uma adaptação para Windows Phone ainda está a caminho.

1) Dragon Quest VIII: Journey of the Cursed King

Disponível para: Android (Google Play) e iOS (App Store)
Preço: R$ 30,46 no Android, US$ 19,99 no iOS.
Conteúdo adicional pago? Não.

Dragon Quest VIII mobile

Dragon Quest VIII já impressionava no PS2, dez anos atrás, com seu visual cel-shaded e desenhos de Akira Toriyama (criador de Dragon Ball). Nesta reedição HD, a mecânica não poderia estar melhor para uso nos celulares. É possível jogá-lo do início ao fim usando apenas uma das mãos, pois o jogo funciona perfeitamente com a tela vertical. Em mais de 50 horas de gameplay, Dragon Quest VIII prova que é possível, sim, ter experiências hardcore usando apenas uma tela de toque. Um belo trabalho da Square Enix.