Diego von Söhsten

Gamer desde os 2 anos, quando ganhou seu Master System e não conseguia tirar o Sonic do lugar. Hoje, é gerente de projetos PMP e CAPM e possui mestrado na área de TI, mas sempre consegue um tempo pra jogar algo. E-mail: dhvs@outlook.com

Mega Man e as tentativas frustradas de retorno aos games

Se você é fã da franquia Mega Man, provavelmente se sente deprimido com a falta de novidades desde 2010. O herói azulzinho da Capcom tentou voltar inúmeras vezes, mas os projetos dos jogos terminaram cancelados e, por isso, a série está “arquivada”. Conheça algumas dessas tentativas em mais um post da coluna No Limbo. Você vai ler sobre games de Mega Man que pouca gente ouviu falar – e, infelizmente, não deram certo.

Mega Man Legends 3 (3DS, 2010)

Com ambientação tridimensional, Legends é uma sub-série de Mega Man que nasceu no PS1 – bastante elogiada, por sinal. Legends 3 foi anunciado para o Nintendo 3DS em 2010, causando euforia entre os fãs.

Herói enfrentando chefe

Dadas as limitações técnicas do 3DS, até que este jogo de Mega Man parecia divertido

Uma versão preliminar do título, chamada Prototype Version, seria disponibilizada a tempo do lançamento do 3DS em 2011, contando com 10 missões. Dependendo das vendas, a edição completa do jogo seria lançada ou não. Eis que ambas foram canceladas, causando revolta na comunidade gamer. A Capcom alegou que houve pouco engajamento e interesse dos fãs com o projeto, algo questionado até hoje. Músicas, games indie e outras formas de protesto foram criadas tentando reverter a decisão da Capcom, o que não aconteceu.

Mega Man Universe (PS3 e Xbox 360, 2010)

Baseado no visual e mecânica de Mega Man 2, Universe seria uma espécie de Super Mario Maker da franquia. Os jogadores poderiam criar suas próprias fases e compartilhar com a comunidade. Versões 8-bit de outros personagens da empresa, como Ryu (Street Fighter) e Arthur (Ghosts ‘n Goblins) estariam disponíveis, além de outras novidades via DLC.

Cena de gameplay, com uma fase sendo construída

Até o Dr. Willy aparece pra dar palpite nas suas criações…

Poucos meses após a revelação do projeto, o criador de Mega Man, Keiji Inafune, deixou a Capcom. Nenhuma novidade sobre Mega Man Universe foi anunciada até que, no ano seguinte, a empresa cancelou o jogo alegando “inúmeras circunstâncias”.

Maverick Hunter (?, 2010)

Não confunda este aqui com Mega Man Maverick Hunter X do PSP. Maverick Hunter, apenas, seria um FPS (tiro em primeira pessoa) no universo do mascote, mas com uma ambientação sombria e futurística. A ideia era desenvolver uma trilogia, com X no papel principal para os dois primeiros jogos e Zero no terceiro e último.

Maverick Hunter ia ser o jogo de Mega Man mais diferente da franquia

Maverick Hunter ia ser o jogo de Mega Man mais diferente da franquia

Seguindo uma direção controversa para os padrões da franquia, Maverick Hunter foi cancelado seis meses após o seu anúncio. Mesmo com bons feedbacks de parte da crítica e na própria Capcom, o game nunca foi uma unanimidade e era considerado uma “aberração” para muita gente, se tornando algo que seria facilmente comparado a Halo, mas incapaz de competir à altura.

Bônus: um jogo feito pela comunidade, Mega Man 2.5D

Se por um lado a série está completamente abandonada, pelo menos os fãs mostram que não esqueceram o mascote. Mega Man 2.5D é prova disso: um projeto executado pela comunidade por oito anos e recém-lançado (download gratuito aqui).

Enquanto a Capcom não traz novidades, os fãs surgem com Mega Man 2.5D

Enquanto a Capcom não traz novidades, os fãs surgem com Mega Man 2.5D

Com um modo cooperativo e cenários que podem girar em 3D durante certos momentos, o jogo para Windows é uma solução alternativa pra quem tem saudade do clássico herói.

Mega Man Legacy Collection é para matar a saudade

Que tal aproveitar o hiato da série para conhecer mais sobre os primeiros games? Mega Man Legacy Collection foi lançado em 2015 e traz os seis primeiros jogos da franquia, do Mega Man 1 ao Mega Man 6. Eles foram desenvolvidos para o Nintendo 8-bit (nosso querido Nintendinho).

Megaman Legacy Collection vai te transportar para a década de 80!

Megaman Legacy Collection vai te transportar para a década de 80!

Embora muita gente sinta falta de uma coletânea mais completa, Mega Man Legacy Collection resgata a simplicidade dos jogos daquela época e deixa um gosto de nostalgia. Procurando na internet, dá para achar em algumas lojas.

Blackwake é uma aventura pirata no Steam

Antes que você nos pergunte, sim, nós conhecemos Sea of Thieves, um game multiplayer de piratas para Xbox One e PC/Windows. Inclusive jogamos ele na E3 2016. Eis que a temática ressurge em Blackwake, um jogo nos mesmos moldes, mas que já está disponível para Windows via Steam. Figurando entre os mais vendidos, inclusive.

Personagem, em navio pirata, observa o horizonte

Só não dá pra pular no mar – não ainda

De acordo com o seu estúdio, o Mastfire, a produção do game começou em 2013 com um time bem reduzido, dois anos antes da revelação de Sea of Thieves. Logo, acho que vale a pena dar um crédito, não é mesmo?

Blackwake é um FPS (tiro/ação em primeira pessoa) online, onde – no papel de um pirata – o jogador precisa cooperar com outros companheiros do mundo real e destruir os barcos dos oponentes. Estão disponíveis partidas 1X1 e 3X3, com cada embarcação tendo até 16 pessoas. É possível também personalizar o seu próprio navio pirata.

Quem comprou o título no Steam, em maioria, aprovou. As animações, a comunidade de jogadores e a trilha sonora vêm sendo apontados como os principais destaques de Blackwake. A queda brusca na taxa de frames por segundo ainda preocupa, mas o Mastfire promete melhorar esse aspecto em próximas atualizações. Veja abaixo um pouquinho do game!

Gran Turismo Sport: veja como se inscrever no beta

Originalmente previsto para novembro e então adiado, Gran Turismo Sport ainda não tem data concreta de lançamento no PS4. No entanto, um período de open beta foi anunciado. A partir de 17 de março, quem tem conta americana da PSN poderá se inscrever gratuitamente aqui.

Diariamente, novos carros e pistas serão disponibilizados para partidas online entre os jogadores. É uma grande oportunidade de conferir o próximo título da Polyphony Digital sem precisar pagar nada por isso!

Em nossa cobertura in loco da E3 2016, o BitBlog pôde jogar um pouquinho do game em uma partida envolvendo 8 jornalistas. Não teve post para isso, mas eu adianto: apesar da surra tremenda que eu levei, não tenho como discordar que Gran Turismo Sport tá muito, muito lindo. Sony, quando você vai anunciar a data de lançamento, hein?

Final Fantasy XII The Zodiac Age: veja o que vem na edição de colecionador

O relançamento de Final Fantasy XII, chamado The Zodiac Age, está chegando ao PS4 em Julho. Para aumentar a expectativa, a Square Enix divulgou o conteúdo da edição de colecionador, que já está disponível para pré-venda na loja online.

A Collector’s Edition, que custará absurdos 200 dólares, vai incluir miniaturas “Judge Magisters”, trilha sonora do jogo, um steelbook com artes exclusivas e o que a Square Enix chama de art cards. Veja a imagem acima e tire suas conclusões se vale a pena comprar ou não…

 

 

Sega adquire estúdio da Crytek e reforça time de Alien e Total War

A divisão europeia da Sega adquiriu a Crytek Black Sea, de acordo com o GamesIndustry.biz.

O estúdio recém-comprado, que fica na capital da Bulgária, trabalhará de forma conjunta com o time interno Creative Assembly, responsável por Total War, Alien e trabalhos externos como Halo Wars 2. A mudança deixa evidente, mais do que nunca, a estratégia da Sega de investir em franquias rentáveis que fazem sucesso no Ocidente.

O novo time se chamará Creative Assembly Sofia. O MOBA Arena of Fate, que vinha sendo desenvolvido pelos búlgaros, tinha sido cancelado em dezembro e o seu destino era incerto, até a aquisição ser feita pela Sega.

Nintendo Switch: vendas superam expectativas de analistas

Lançado nos principais mercados em 3 de março, o Nintendo Switch teve seus primeiros dados de vendagem revelados.

No Japão, a revista Famitsu antecipou que o console híbrido superou 330 mil unidades em seus dois primeiros dias nas prateleiras. O título número 1 – como era de se esperar – foi The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que ficou na casa de 193 mil unidades vendidas em edição física. Com o melhor lineup de títulos para o lançamento, os japoneses superaram os números de estreia do Wii U (308 mil) e PS4 (322 mil), mas ficaram abaixo do Wii (371 mil).

Nos EUA, a situação parece ter sido ainda melhor, de acordo com o The New York Times. Em seus dois primeiros dias no mercado, o Switch teve a melhor estreia da história da Nintendo em termos de vendas de hardware (incluindo os portáteis). Até então, quem tinha esse posto era o Wii. O novo Zelda também foi o game com o lançamento de maior vendagem – de todos os tempos – para a empresa, considerando títulos stand-alone (isso é, jogos que não vêm em pacotes promocionais com hardware). A nova saga de Link teve números superiores até mesmo em relação a Super Mario 64 em seus primeiros dois dias.

No Reino Unido, também contabilizando a sexta-feira e o sábado do lançamento, o Switch alcançou mais de 80 mil unidades, o dobro do Wii U em 2012. No entanto, este indicador ainda está abaixo do PS4 (250 mil) e Xbox One em 2013 (150 mil), além do 3DS em 2011 (113 mil) e o Wii em 2006 (105 mil).

Com as boas notícias acima, a Nintendo teve um aumento significativo no valor de suas ações, 4%, deixando os investidores mais otimistas. Resta saber se o momento será mantido com os próximos lançamentos de software.

Mass Effect Andromeda: veja os primeiros 13 minutos de gameplay

No próximo 21 de março, finalmente poderemos curtir o início de uma nova trilogia de Mass Effect. Disponível para Windows, PlayStation 4 e Xbox One, Mass Effect Andromeda vai trazer um novo (ou uma nova) protagonista, que desperta após uma viagem de mais de 600 anos até desembarcar na galáxia que leva o nome do jogo.

O site IGN revelou os primeiros 13 minutos de gameplay do título. Confira abaixo!