Games

Mu Chaos, um RPG online com um universo a ser explorado

É difícil encontrar um fã de RPG online que nunca ouviu falar de Mu Chaos. Este clássico para PC reúne uma grande base de jogadores e oferece uma experiência totalmente imersiva e interativa. O game traz o que há de melhor no gênero: players guiam seus personagens enquanto eles desenvolvem habilidades, equipam-se com itens, caçam monstros terríveis e batalham em guilds pela conquista de novos territórios.

No mundo de Mu é possível explorar uma variedade quase infinita de objetos e possibilidades, além de poder interagir com centenas de jogadores em um cenário vasto, imprevisível e tridimensional. Ficou com vontade? Baixe gratuitamente Mu Chaos e embarque nessa aventura empolgante.

Quem será o seu personagem? Um cavaleiro negro, uma fada, um feiticeiro negro, um gladiador, um mágico ou um lord? Com eles você poderá explorar cenários aquáticos, cavernas, florestas e ambientes em regiões inóspitas. Saiba mais sobre os personagens do Mu para ver qual combina melhor com sua estratégia de jogo. Afinal, cada classe possui características e poderes bem distintos.

Para embarcar nesta grande aventura do Mu Chaos você deve fazer o download e um rápido cadastro no site. É muito fácil criar conta no Mu. Ao iniciar o game, o primeiro passo é escolher um personagem.

Os personagens mais avançados possuem armaduras vistosas e com belos efeitos visuais, além de títulos de nobreza e honra que dão um ar de imponência frente a inimigos e despertam cobiça – e respeito – nos outros jogadores. Com algum avanço na jornada, dá até para fazer asas no Mu.

Ao mesmo tempo, a engine do game é otimizada para que Mu seja um jogo leve, que não exige um hardware robusto. Em outras palavras: diversão garantida sem estresse em fazer upgrade na sua máquina.

A jornada em Mu Chaos promete longas horas de gameplay. Mesmo após alcançar níveis máximos de pontuação, é difícil enjoar quando existe a possibilidade de disputar combates massivos no PvP, seja contra outros players ou na guerra entre guilds. Destaque para o ArkaWar que ocorre todos os sábados envolvendo cerca de 80 guerreiros, magos e elfas no mesmo campo de batalha, defendendo seus territórios contra equipes inimigas.

Muita informação de uma vez só? O site do Mu Chaos oferece dezenas de tópicos de ajuda e, na web, vários fóruns trazem dicas para os novatos. Além disso, a interação presente no jogo permite que os jogadores se ajudem e descubram novidades a cada momento. Experimente!

Pokémon GO recebe 80 novos monstrinhos e itens

Como jogador de Pokémon GO, reconheço que tava difícil manter a motivação para seguir no game. A falta de novidades incomodava. Até que, nesta quarta-feira, a Niantic revelou a atualização mais ambiciosa do jogo!

Até 18 de fevereiro, Pokémon GO receberá uma série de novidades no iOS e Android. Confira abaixo:

  • Novos monstrinhos: 80 criaturas, incluindo os iniciais Chikorita, Cyndaquil e Totodile, serão liberadas para todo o mundo. Todas elas são da região de Johto e estrearam nos games Gold e Silver, para Game Boy Color.
  • Nova mecânica de batalha: ao encontrar um Pokémon selvagem, ele poderá te surpreender com novos movimentos. Escolher itens, como uma Poké Ball, ficará mais fácil, graças a um novo atalho na tela.
  • Novos itens de evolução: algumas das criaturas originais poderão evoluir para novas formas da segunda geração (Johto). Mas, para isso, será preciso usar itens especiais (Sun Stone, Moon Stone, etc), que poderão ser obtidos em PokéStops.
  • Novas berries: a Nanab Berry vai deixar monstrinhos selvagens mais lentos, enquanto a Pinap Berry vai dobrar a quantidade de candies obtidos se a próxima tentativa de captura der certo.
  • Opções de personalização: bonés, camisas e calças serão alguns dos acessórios personalizáveis. Tais itens serão vendidos na loja do game.

Abaixo, veja um vídeo mostrando algumas das novidades. Além delas, a Niantic confirmou que o recurso de batalhas entre jogadores vai chegar em breve, sem citar uma data específica.

Zelda: Breath of the Wild terá DLCs

A expectativa pelo revolucionário Nintendo Switch é grande. O videogame, um híbrido de console e portátil, chega às prateleiras no dia 3 de março junto com o título de lançamento The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Além de ser o primeiro Zelda realmente em mundo aberto da franquia, ele trará uma novidade que divide os players: DLCs. A Nintendo vai comercializar dois pacotes com conteúdo adicional junto com um Expansion Pass que fornece itens a Link. A oferta sai por US$ 20 e os DLCs não estarão disponíveis na data do lançamento, mas ambos chegam ainda em 2017.

Vendas de Forza ultrapassam US$ 1 bilhão

A Microsoft está bem satisfeita com o desempenho da franquia Forza, uma das mais consagradas no gênero simuladores de corrida. Em um post veiculado no blog oficial do console, a gigante anunciou que sua série exclusiva ultrapassou US$ 1 bilhão em vendas, o que equivale a pouco mais de R$ 3 bilhões pela cotação atual do dólar. O último game da franquia foi o Forza Horizon 3, lançado em setembro de 2016 e com mais de 350 carros jogáveis. No Metacritic, o jogo ficou com 91 na avaliação da crítica.

8 games alternativos que você precisa jogar

Por mais que você seja um gamer antenado nos principais lançamentos e de olho no mercado há muito tempo, sempre há um gênero preferido. Felizmente, a indústria dos jogos eletrônicos é enorme e oferece uma variedade que vai de xadrez até luta. Títulos mais conhecidos recebem grande atenção das publishers e possuem fãs cativos, enquanto que a maioria dos jogos precisa ser garimpada – o que, de certa forma, não deixa de ser uma atividade prazerosa. Fora do mainstream, há opções bem interessantes que costumam ser ignoradas porque o orçamento barato ainda é associado à baixa qualidade ou porque apostam em nichos bem específicos.

Que tal se livrar deste preconceito?

Abaixo, listamos oito games alternativos que você precisa jogar:

MLB The Show

Este é um game bem conhecido nos Estados Unidos e faz parte do lançamento das quatro grandes ligas por lá – que incluem NBA, NFL e NHL. A série The Show é excelente para quem quer dar uma chance a um novo esporte, visto que o beisebol ainda não é muito popular no nosso país. Pode ser uma boa porta de entrada, principalmente para aprender as regras básicas. A franquia existe desde 2006 e o próximo jogo será lançado no dia 28 de março, exclusivo para PlayStation 4.

Life is Strange

O orçamento modesto de Life is Strange mostra que não é necessário muito dinheiro para ter grandes ideias. Nele, você controla Maxine Caulfield, uma adolescente de 18 anos que, de repente, ganha os poderes de voltar no tempo. Com uma história premiada em que o jogador controla passado, presente e futuro, Life is Strange recebeu a ótima nota de 83 para PC no Metacritic. Também está disponível para PlayStation 4 e Xbox One.

Journey

Journey apresenta uma história enigmática e misteriosa, o que começa pelo personagem principal, que é uma criatura ausente de expressão, sem nome e totalmente coberta. Voando com uma capa no meio do deserto, você precisa seguir uma luz brilhante numa montanha e, até chegar lá, é necessário seguir as pistas, desvendar mistérios e usar a lógica. O título é exclusivo para PlayStation, tendo sido lançado originalmente no PS3 e, depois, remasterizado para o PS4.

Stacked with Daniel Negreanu

Apesar de ser um jogo antigo, lançado em 2006, este game é tido como um clássico do poker. Com a boa nota de 7,7 em 10 no site Gamespot, especializado em crítica, apresenta inteligência artificial bem avançada. O protagonista é Daniel Negreanu, o que enriquece ainda mais o game, pois se trata de um dos melhores jogadores do mundo com grande trajetória no esporte – ele inclusive foi campeão mundial pela primeira vez com apenas 23 anos  A capacidade gráfica não é a mesma que estamos acostumados atualmente, mas se tratando de um jogo em que o raciocínio mental é o que mais conta, os aspectos visuais ficam em segundo plano – tal qual acontece em Clash of Clans, por exemplo.

The Witness

Mais um jogo misterioso nessa lista, é bem difícil encontrar The Witness na lista dos melhores games de 2016, mas ele deve agradar quem gosta de quebra-cabeças. São mais de 700 puzzles durante o jogo que segue um roteiro pouco esclarecedor e coloca o player em primeira pessoa, fazendo com que ele queira explorar cada vez mais. Disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One, The Witness foi avaliado em 87 no Metacritic.

Kentucky Route Zero

Aventura com um cenário escuro e enigmático, Kentucky Route Zero traz uma história cativante cheia de escolhas feitas pelo personagem através dos diálogos. No game, o protagonista, dirigindo seu caminhão, precisa fazer uma entrega rotineira quando pergunta para um frentista de posto como chegar ao determinado local. Ele recomenda pegar a rodovia The Zero, secreta e cheia de incertezas. O jogo é distribuído em cinco atos, e foi muito bem aclamado pela crítica. Foi lançado apenas para PC.

Fotonica

Este é um game completamente diferente dos outros citados nesta lista. Fotonica traz uma experiência audiovisual em que o personagem principal não para de correr, desviar de obstáculos e encontrar novas passagens. Disponível para PC, iOS e Android.

Rocket League

Jogar futebol com carros e bolas eletrônicas gigantes? Isso é o que propõe Rocket League. O gamer pode disputar uma partida contra a inteligência artificial ou se aventurar no modo multiplayer. Mas não pense que se trata de um futebol qualquer com onze jogadores (ou carros) para os dois lados. Em Rocket League, é um contra um,  sem nenhum goleiro ou algo do tipo. Foi eleito o melhor jogo esportivo do ano em 2015 e está disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Rumor com games do Nintendo Switch era falso

Atualização: o site Nintendo Life, fonte desta notícia indicada no texto, confirmou que era uma montagem. A informação abaixo não procede mais.


Quem diria que 2017 ia começar assim? O site Nintendo Life revelou uma notícia que interessa aos fãs da Nintendo. Antes mesmo do evento em 12 de janeiro, a loja australiana EBGames teria exposto, por alguns minutos, as caixinhas de três games do Nintendo Switch (Mario Kart 8, The Legend of Zelda: Breath of the Wild e The Elder Scrolls V: Skyrim) e os seus preços. No que diz respeito aos títulos, eles viriam em caixas quadradas, com um plástico transparente na cor vermelha.

Detalhe: na capinha de MK8, são anunciados 10 novos personagens, 24 pistas a mais (ou seja, 6 copas extras), além de um “modo batalha completamente novo” (seria o retorno do modo Battle como conhecíamos?). Provavelmente King Boo estaria presente, já que foi visto no trailer de anúncio do Switch.

Zoom na caixinha do Mario Kart 8 Switch

Novo modo batalha, 24 pistas extras e 10 novos personagens!

Enquanto o Switch propriamente dito está com um preço placeholder – isto é, não oficial ainda – de 999 dólares australianos (o que equivale a R$ 2.355 ou US$ 722), os games e o controle Pro custariam 119 dólares australianos (R$ 280 ou US$ 86). Esperamos que também sejam não oficiais, já que jogos em lançamento costumam sair por um pouco menos.

Veja abaixo a print, cortesia do Nintendo Life.

3 games do Switch em destaque, mais o console e o controle Pro

Será que foi mesmo acidente?

O PS Vita não morreu; veja 10 jogos para 2017

Parece inacreditável que uma plataforma sem apoio da sua própria fabricante consiga chegar tão longe. O PS Vita, lançado em fevereiro de 2012 nos EUA e no mês seguinte no Brasil, continua com fôlego: muitos games estão previstos para 2017. O BitBlog selecionou os mais aguardados.


10) Dynasty Warriors: Godseekers

Também para: PS4
Data de lançamento: 1 de fevereiro de 2017

Heróis se preparam para combate

Ame ou odeie, Dynasty Warriors está de volta

Mais um ano, mais um Dynasty Warriors. Será que, dessa vez, teremos o mesmo nível de qualidade da saga no PS2? Em Godseekers, Zhao Yun e o novato Lei Bin vivem os últimos dias da dinastia Han no ano de 220, quando tentam libertar uma maga, Lixia, de um santuário onde permanece aprisionada por séculos.

9) Oceanhorn: Monsters of Uncharted Seas

Também para: PS4, Xbox One, Windows, Mac OS X, Android e iOS
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Cena com o protagonista em uma pequena vila, cercada pelo mar

Sim, Oceanhorn é lindo

Inspiradíssimo em The Legend of Zelda – mais precisamente em Wind Waker – e com colaborações de Nobuo Uematsu na trilha sonora (famoso por Final Fantasy), Oceanhorn é uma espécie de homenagem aos RPGs. Lançado primeiramente para iOS, foi eleito um dos melhores jogos mobile e logo chegou aos consoles de mesa. 2017 será a vez do PS Vita e Android receberem este clássico indie, cuja continuação já está a caminho.

8) Full Throtlle Remastered

Também para: PS4
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Cena do game, com dois personagens

Os adventures da LucasArts estão de volta com tudo

Após remasterizar Grim Fandango e Day of the Tentacle para o PS4 e PS Vita, eis que o estúdio Double Fine resolveu reviver mais um adventure clássico da LucasArts. O retorno de Full Throttle terá gráficos desenhados à mão, com áudio refeito e a opção de alternar – a qualquer momento – entre os visuais antigo e novo. A aventura, criada pelo designer Tim Schafer, conta a trama de Ben, o líder de uma gangue de motociclistas, que é acusado de um assassinato e tenta limpar o seu nome a qualquer custo.

7) Windjammers

Também para: PS4
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Partida entre dois adversários

Momento retrô do artigo

Originalmente para Neo Geo, o jogo de 1994 da SNK ficou famoso pelas acirradas partidas multiplayer entre duas pessoas, onde o objetivo é fazer gol rebatendo uma espécie de disco voador. O reboot pretende manter o visual 2D antigão do original, mas vai trazer partidas online, além de outros cinco modos. Aposto que vai ter uma galera fã do Neo Geo louca pra comprar este aqui…

6) Tokyo Xanadu

Também para: Windows (Steam)
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Cena de combate

O jogo foi a fuga da Nihon Falcom das suas séries de fantasia

Já falávamos por aqui há algum tempo de Tokyo Xanadu. O lançamento ocidental foi, enfim, confirmado via Aksys Games. A Nihon Falcom desenvolveu o projeto tentando fugir das suas séries de fantasia – como Ys e The Legend of Heroes. Em mais um enredo clichê de jovens colegiais enfrentando o mal, não há muita inovação aqui, mas o conjunto da obra foi elogiado no Japão – onde o título já está disponível. Se tratando de um estúdio tão renomado em RPGs, a expectativa não poderia ser diferente.

5) Rainbow Skies

Também para: PS3, PS4
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Cena gameplay de Rainbow Skies

O visual de Skies é bem detalhado

Dos criadores do cultuado Rainbow Moon (2013), surge um sucessor espiritual. Rainbow Skies também é um RPG tático, com um longo enredo, mas que dessa vez dá um foco ainda maior ao desenvolvimento dos personagens.

4) Toukiden 2

Também para: PS3, PS4
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Cena gameplay de Toukiden 2

Na ausência de Monster Hunter…

Para alguns, o Toukiden original seria uma mera cópia de Monster Hunter. No entanto, não foi o que aconteceu: o game foi um sucesso de crítica e vendeu o suficiente para assegurar uma sequência, já disponível no Japão e confirmada para o Ocidente pela Koei Tecmo.

3) Valkyria Revolution

Também para: PS4 e Xbox One
Data de lançamento: entre março e maio de 2017

Herói enfrenta um robô gigante

Série da Sega é famosa nas plataformas da Sony

Da Sega, a franquia Valkyria é conhecida pelos seus combates táticos. No novíssimo Revolution, cinco amigos de longa data – motivados por vingança – levam o mundo a uma guerra. Será o chamado “Circle of Five” um grupo de heróis, ou uma aliança formada para causar o mal? Em meio a esta dúvida, as batalhas acontecem em tempo real, no lugar dos combates por turnos dos games anteriores. Várias opções de customização estão disponíveis, inclusive no que diz respeito à inteligência artificial dos seus companheiros.

2) Ys Origin

Também para: PS4 e Windows (Steam)
Data de lançamento: 21 de fevereiro de 2017

Calabouço do game, com plataformas acima de uma superfície de lava

Ys tá de volta! Todos (os fãs de RPGs japas) comemoram

Se você não conhece a elogiada franquia de RPG Ys, da Nihon Falcom, vamos te ajudar: é um dos nomes mais influentes do gênero, principalmente no Japão. Mesmo com vários de seus títulos limitados àquele país, graças ao lançamento de Ys: Memories of Celceta (leia nossa análise aqui) e Ys Seven no Ocidente, a série ultrapassou 1 milhão de cópias físicas em todo o mundo, o suficiente para ser considerada relevante.

Origin é uma espécie de prólogo, se passando 700 anos antes do jogo original. O único a não contar com o protagonista Adol Christin, inclusive. No game, demônios forçaram as deusas que governavam o mundo a recuar, sendo aprisionadas na sombria Devil´s Tower. Uma aliança de magos e guerreiros foi então formada para reestabelecer a paz no mundo. A edição de PS Vita e PS4 é um remake daquela já disponível na Steam, com gráficos e trilha sonora refeitas.

1) Ys VIII: Lacrymosa of Dana

Também para: PS4
Data de lançamento: 2017, a confirmar

Protagonista Adol Christin corre em uma praia junto a colegas

Hype altíssimo, principalmente após o elogiado Ys: Memories of Celceta

E lá vem mais Ys. Aguardadíssimo, Lacrymosa of Dana é o real sucessor da franquia, cuja trama principal parou em Ys Seven, do PSP. O novo game para PS Vita recebeu avaliação 34/40 na revista japa Famitsu, que elogiou o enredo e o sistema de batalha. Uma edição para PS4 ainda chega no meio do ano ao Japão. Nós, do Ocidente, ficamos aguardando uma data mais precisa para ambas as versões. A capa tá linda, a propósito…

Outros títulos que vale a pena esperar