Entrevistamos o estúdio de FAST Racing Neo (Wii U)

Atualização: já está disponível nossa análise do game, a primeira feita por um site brasileiro.


Quando surgiu a oportunidade de ter uma conversa exclusiva com o estúdio Shin’en, bateu a maior nostalgia. Lembrei das horas e horas jogando o clássico rail shooter Iridion 3D, do GBA, e sua renomada sequência. Sem falar ainda de seu sucessor espiritual, Nanostray (DS).

A empresa, fundada em 1999, é conhecida pelos jogos nas plataformas da Nintendo, embora já tenha se aventurado com uma adaptação para o PS4 (Nano Assault Neo X, 2014). Neste ano, em especial, um game chamou a atenção: FAST Racing Neo, para Wii U. O título chega em formato digital no dia 10 de dezembro, por um valor, no mínimo, agressivo: US$ 14,99. Com gráficos bem acima da média no console da Nintendo, além de um modo multiplayer promissor, FAST é aguardado por fãs do gênero de corrida futurista em alta velocidade, mas possui uma identidade própria – que o deixa bem diferente de F-Zero e WipeOut, por exemplo.

Conversamos com Manfred Linzner, CEO da Shin’en, sobre o lançamento, além de projetos futuros. Confira o papo, com exclusividade aqui do BitBlog!


Antes de tudo: além de ser CEO da Shin’en, qual o seu papel em FAST Racing Neo?

Como na maior parte das empresas menores, eu tenho várias responsabilidades. Estou com o design geral do jogo, programação da engine utilizada, codificação do gameplay e design de efeitos sonoros especiais.

Quanto durou o ciclo de desenvolvimento do título? Você encontrou desafios inesperados ao trabalhar com o Wii U?

Trabalhamos por três anos no game. Tínhamos uma visão clara de como ele iria ser jogado e apresentado e estas metas eram muito altas. O desafio foi atingi-las. No início da produção, os nossos objetivos pareceram quase impossíveis. Entretanto, aos poucos nós conseguimos resolver todas as questões técnicas.

Você está esperando um sucesso comercial? Ou acha que jogos de corrida futurísticos se tornaram nicho?

Este tipo de game é claramente um nicho, mas os fãs da Nintendo – em especial – buscam grande qualidade e estão dispostos a experimentar coisas novas. Achamos que FAST Racing Neo é um dos melhores títulos de corrida já feitos e esperamos que as pessoas sintam o mesmo.

FAST Racing Neo - tela ingame2Visual caprichado de FAST Racing Neo chama a atenção

Já sabemos sobre o multiplayer local, para até 4 pessoas, e o online, até 8. Vocês planejam algum modo online que permita mais de uma pessoa por console, como em Mario Kart 8?

Estamos orgulhosos de já oferecer tantos modos offline e online para o multiplayer. É mais do que muitos jogos de varejo oferecem e nossos títulos costumam custar uma fração do preço comum. Então, estamos bem satisfeitos neste momento com os modos já presentes.

Quais as principais diferenças que podemos esperar do Neo, comparando com o seu predecessor, FAST Racing League (Wii)?

É um game completamente novo. Ele é jogado, sentido e visualizado de forma bem diferente. A qualidade geral é muito mais alta. Então, não vemos como uma sequência, exatamente.

A Shin’en está planejando uma edição física do game? Eu adoraria tê-la.

Estamos, neste momento, focando no eShop (edição digital). Não sabemos sobre o futuro.

FAST Racing Neo - tela ingame multiplayer 4pModo cooperativo offline, para 4 pessoas, vai reviver disputas da década de 90

Depois do anúncio do Jack Merluzzi como a voz de anúncio das corridas (como em F-Zero GX, para GameCube), ficamos curiosos: há mais alguma surpresa que vocês ainda não revelaram?

Há muitos easter eggs escondidos no título. Estamos na expectativa para saber quantos deles os jogadores vão visualizar.

É notável que a Shin’en usa ao máximo o hardware da Nintendo. Lembro das tuas palavras sobre hardware não ser desculpa para não criar jogos bonitos. Agora, com tanta discussão sobre o uso de 1080p, muitos esquecem de aspectos mais importantes. Você acha que a indústria ficou preguiçosa?

Não costumamos avaliar tanto a indústria ou outras equipes. Para nós, o importante é ter uma visão do jogo. Então, vamos seguindo aquilo até sentirmos que é o melhor que pode ser feito. Para o futuro, vamos nos concentrar ainda mais em trazer um gameplay perfeito com a tecnologia perfeita.

Vocês planejam mais jogos para plataformas não-Nintendo?

Não temos nada a anunciar.

Nano Assault Neo-X, para PS4, foi o primeiro (e único até aqui) trabalho da Shin’en fora de plataformas Nintendo

E para o Wii U e o 3DS?

Estamos trabalhando em novos projetos, mas não temos nada para revelar neste momento.

Para fechar: e sobre o Nintendo NX? Você já o viu? Planeja algo? Estamos curiosos!

Trabalhamos até aqui com Game Boy Color, Game Boy Advance, Nintendo DS, Wii, 3DS e Wii U. Então, estamos sempre contentes ao poder experimentar novo hardware da Nintendo.