Jogamos: Ni No Kuni 2 traz mais ação para a série

Jogamos: Ni No Kuni 2 traz mais ação para a série

Sequência de um RPG japa super elogiado do DS e PS3, Ni No Kuni 2: Revenant Kingdom era destaque no estande da Bandai Namco durante a E3 2017. Para quem jogou o primeiro, era inevitável perceber as mudanças na mecânica de batalhas do game. Veja as nossas impressões da demo abaixo!


Adeus, familiars

Os três heróis em destaque, em meio a um cenário com bastante lava

Os heróis sorrindo e confiantes. Acho que não tinham visto o tamanho do chefe ainda

O enredo de Ni No Kuni 2 envolve a saga do jovem rei Evan, que foi retirado à força do seu reino e precisa voltar ao poder para colocar as coisas em ordem novamente. O jovem tem o apoio de Roland, um visitante de outro mundo, e Tani, descendente de uma família de piratas. Na demo da E3, sem muito contexto, enfrentamos um chefe assustador no que parecia ser um vulcão. Em meio a muita lava, era preciso ser rápido para desviar dos ataques e combinar golpes de curto e longo alcance no momento certo para garantir a vitória.

Se você leu acima como o sistema de batalha vai funcionar, pode estar se perguntando: cadê as criaturas (os familiars) do primeiro game? Não sabemos como eles serão envolvidos nesta nova saga, mas o combate é feito pelos próprios personagens que mencionamos acima. Em tempo real, sem turnos nem nada do tipo. É muito cedo para dizer que o game vai perder com a mudança, pois o que jogamos foi uma parcela muito pequena da experiência final.

Abraçando o online

Se o novo sistema de combate parece perder um pouco do charme que o antecessor tinha – sim, lembrava Pokémon – ele me trouxe de volta aos melhores momentos de Phantasy Star Online. Sim, a nova mecânica parecia gritar desesperadamente por um modo online. Eis que, dias após a E3, a Bandai Namco confirmou a existência de um modo deste tipo – uma adição muito bem-vinda! Já posso ver perfeitamente três pessoas cooperando em quests contra monstros gigantes.

O visual de Ni No Kuni 2 é ainda mais lindo que o do antecessor. Mantendo o estilo cartunesco de ser, mas usando efeitos especiais dignos da nova geração, o game será uma bela adição à biblioteca de RPGs do PS4 e do Windows. A demo estava um pouco difícil – confesso que me enrolei com o sistema de batalha – porém divertida. Confirmado para 2017, Revenant Kingdom é mais uma experiência épica que só os japas podem proporcionar.


Para PlayStation 4 e Windows, Ni No Kuni 2: Revenant Kingdom será lançado em 10 de novembro de 2017. Siga acompanhando o site e as redes sociais do BitBlog para mais conteúdo da E3! A feira acabou, mas tem muita coisa por vir.