Jogamos: Steep mistura esportes e mundo aberto

Além de For Honor, Steep foi uma aposta da Ubisoft para a E3 2016. Quando o jogo foi revelado na conferência da empresa, aqui em Los Angeles, notei que boa parte do público ficou bem surpreso e não compreendeu bem a proposta. Nada melhor do que jogar, no estande da Ubisoft, para entender melhor: afinal, é um título esportivo ou não?

Em resumo, Steep consiste em aventuras radicais na neve. No papel de um esportista, você pode mudar de um ponto para o outro e participar de desafios – sejam eles com outros jogadores online, ou com “fantasmas” (replays) de outras pessoas. Dependendo da missão, você poderá ir planando no ar, para-quedas, esqui ou snowboard. Faça mais manobras (segurando o gatilho direito e soltando após um pulo, girando no ar) para ganhar pontos, acelere ou freie, desvie de obstáculos e tente o primeiro lugar. É possível ainda acionar o modo GoPro, em primeira pessoa, que aumenta a imersão e a dificuldade ao mesmo tempo.

Steep - E3 2016Jogar Steep dá vontade de fugir do calor do Brasil

Vamos ser sinceros: os ambientes nas montanhas geladas são bonitos, mas poderiam estar mais trabalhados. Além disso, alguns glitches foram encontrados, um deles inclusive nos obrigou a reiniciar a demonstração. São questões passáveis e não tiram o brilho do jogo, mas se a data de lançamento é realmente em dezembro, vale a pena o time se apressar um pouco para resolver esses pontos. Questionei ainda um funcionário da Ubisoft em relação ao fator replay: como manter o interesse da comunidade após o lançamento? Ele me garantiu que haverá torneios e atividades especiais para manter o engajamento dos jogadores. Uma preocupação a menos.

Bom, após essa experiência positiva, recomendo a todos que se inscrevam no site do game para participar de futuros open betas. Jogar Steep é relaxante e, ao mesmo tempo, motivador. Esqueça 1080 e SSX: a era do mundo aberto chegou aos títulos esportivos.