Joy Street recebe aporte de R$ 2,5 milhões e mira São Paulo

Joy Street recebe aporte de R$ 2,5 milhões e traça plano de expansão

A Joy Street, empresa pernambucana instalada no Porto Digital, vai receber um aporte de R$ 2,5 milhões do Criatec II. A companhia, que atua na concepção e desenvolvimento de ambientes digitais de aprendizagem, foi a primeira do Nordeste a receber recursos do fundo de investimentos voltado para inovação. O anúncio chega em um bom momento para a Joy Street, que completou cinco anos de existência neste mês e já traça planos para o futuro. Um deles é a expansão das operações para fora do estado, o que deve acontecer em julho. A novidade foi informada ao BitBlog pelo CEO Fred Vasconcelos, que também é vice-presidente da Associação Brasileira de Desenvolvedores de Games (Abragames).

“A Joy sempre foi cogitada para financiamento por ser um negócio social e investir em educação. Sabíamos que em algum momento isso iria acontecer, mas no começo da empresa pensávamos que não era o momento. Então surgiu o Criatec, que é o maior fundo brasileiro de investimento em empreendedorismo e inovação”, explica Fred Vasconcelos, acrescentando que o aporte vai possibilitar investir em novos produtos e alcançar um público maior.

Para dar suporte aos novos projetos, a equipe vai ganhar reforços e um posto avançado de negócios, que começará a atuar em São Paulo já no próximo mês. O principal executivo da companhia também revelou que planeja abrir uma segunda praça fora de Pernambuco, cujo local ainda não foi definido. “Cogitamos o Distrito Federal, mas também existe a chance de que seja uma sede ampliada para atender as regiões Norte e Nordeste. É uma decisão estratégica que necessita de mais discussão. O time de desenvolvimento continuará no Bairro do Recife porque o ambiente do Porto Digital é propício para essa equipe ficar aqui”, avalia.

Outra meta é conseguir chegar com mais facilidade no consumidor final. Grande parte dos negócios da Joy Street é voltada a B2B ou B2G. “Queremos diversificar o nosso portfolio. Estamos bolando um produto completamente mobile para oferecê-lo aos usuários. Ele ainda não tem um desenho pronto e receberá muita atenção nossa nos próximos anos”, pontua Fred Vasconcelos.