Dead Rising

DLC de Dead Rising 4, Frank Rising ganha data de lançamento

Dead Rising 4 chegou no fim de 2016 ao Windows 10 e Xbox One. Em março de 2017, foi disponibilizado no Steam. Com grandes chances de receber uma versão no PS4 e encerrar por aí (já que o Xbox 360 e o PS3 estão agonizando), o que ainda podemos esperar do game? Felizmente, um DLC está a caminho: Frank Rising.

Prolongando a curta campanha de Dead Rising 4

Com uma campanha solo que dura cerca de 11 horas, além da ausência de um modo multiplayer cooperativo, o fator replay (a vontade de jogar de novo) parece não ser um ponto forte do game. No entanto, o DLC Frank Rising chega em 4 de abril, buscando trazer os fãs de volta.

Custando o equivalente a 10 dólares, o conteúdo para download traz o protagonista Frank infectado por zumbis. O jogador precisará encontrar uma cura para o herói. Se for divertido que nem o jogo original (veja nossas impressões durante a E3 2016 aqui), tem tudo para dar certo!

O pior está por vir

Um outro DLC, sem data definida, é Super Ultra Dead Rising 4 Mini Golf. Sim, a Capcom vai adicionar um minigame de golfe, com multiplayer online, em meio a uma cidade apocalíptica. Bizarro é pouco…

Protagonista Frank jogando golfe

Quem nunca sonhou em jogar golfe em um mundo apocalíptico?

Dead Rising original chega à Steam em setembro

Dead Rising 4, para Windows 10 e Xbox One, é um dos melhores games a sair em 2016 (veja nossas impressões durante a E3 2016). Mas, até hoje, o pessoal do PC não teve a oportunidade de jogar o game original. Parece que a Capcom ouviu os fãs.

Um relançamento de Dead Rising (2006) foi anunciado para 13 de setembro na Steam (link aqui). Oferecido por R$ 39, mas apenas em inglês e para Windows (sem Mac nem Linux, infelizmente), esta edição terá as seguintes melhorias:

  • Suporta até 5 slots para salvamento do progresso;
  • Suporte nativo aos controles do Xbox 360, Xbox One e PS4 (DualShock 4) com ícones correspondentes aos botões na tela;
  • Compatível em 4K;
  • Taxa de frames variável, incluindo suporte a monitores 144Hz com tecnologia Nvidia G-Sync;
  • Configurações personalizáveis de teclado e mouse.
O protagonista Frank demonstrando seu carinho com zumbis

O protagonista Frank demonstrando seu carinho com zumbis

Jogamos: Dead Rising 4 traz a diversão de sempre

Jogar Dead Rising é sempre uma experiência divertida. Por mais controverso que pareça ser, o game consegue ser violento e, ao mesmo tempo, bem humorado. O quarto título da série consegue ser ainda mais sangrento do que os anteriores, com quantidades recordes de zumbis à sua volta.

Três anos após a estreia da franquia no Xbox One, a Capcom Vancouver não pretende mudar muita coisa em relação ao seu antecessor. Dead Rising 4 tem recursos curiosos, como as selfies que o protagonista Frank pode tirar – com direito a caretas – ou a armadura de aço que permite arremessar carros e objetos pelos ares. No final das contas, o que importa é saber que, em poucos minutos, você eliminou milhares de zumbis das formas mais bizarras possíveis, com direito a combos malucos.

Dead Rising 4 - E3 2016A fila para jogar o game era enorme

Na E3 2016, quem quisesse jogar Dead Rising 4 tinha que enfrentar filas que só não eram maiores que as de Gears of War 4 e ReCore. A quase uma hora de espera valeu a pena, no entanto. Embora eu tenha conseguido travar a demonstração, sendo preciso reiniciá-la, os 10 minutos de experiência foram muito interessantes. Combinar o uso de armas brancas com o lança-projéteis é impagável. E ainda ganhei um par de meias de brinde! Até nisso o título é escrachado.

A Capcom revelou, no último dia de E3, que o game apocalíptico chegará ao PS4 um ano após do lançamento no Xbox One e Windows 10 – ou seja, no final de 2017. Se você curte a série, no entanto, não recomendaria esperar esse tempo todo. Dê um jeito de jogar, porque trata-se de um dos principais lançamentos do ano.

 

Xbox na E3: veja como foi a conferência

A conferência do Xbox One na E3 2016 foi bastante positiva, confirmando os rumores que já sabíamos. Abaixo, veja tudo o que aconteceu por lá. Durante a semana, teremos novos posts mostrando o que jogamos no One. Afinal, estamos em Los Angeles e temos presença confirmada no estande da Microsoft!

  • Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, começou a conferência prestando homenagem às vítimas do massacre em uma boate LGBT em Orlando.
  • Xbox One S é, enfim, apresentado. O controle terá uma “pegada” mais confortável e maior alcance. O console custará os mesmos US$ 299 do modelo atual e será lançado em agosto.

Xbox One S - E3 2016Estiloso e menor, o S deve aumentar significativamente as vendas de Xbox One

  • Rod Fergusson, do estúdio The Coalition, fala que Gears of War 4 terá suporte ao novo serviço Play Anywhere do Xbox. Com ele, um game adquirido no Xbox One poderá ser jogado em qualquer outro One ou PC com Windows 10, e vice-versa. Além disso, o progresso será salvo na nuvem.
  • Gears of War 4 terá cross-play entre Xbox One e Windows 10. Chega em 11 de outubro nas duas plataformas. Um controle Elite inspirado no game, na cor vermelha, também estará disponível.

  • Temporada 3 de Killer Instinct terá suporte ao Play Anywhere. O General Raam, de Gears of War, será personagem jogável.
  • Forza Horizon 3 será ambientado na Austrália. Com suporte ao Play Anywhere, o jogo terá carros de rally também. Uma campanha cooperativa, com recursos online, foi demonstrada. O título chegará em 27 de setembro ao One e Windows 10.
  • Foi apresentado um novo vídeo de ReCore.

  • Hajime Tabata e Mathew Kishimoto, da Square Enix, demonstraram no palco o sistema de combate de Final Fantasy XV, arrancando aplausos do público. Será lançado em 30 de setembro.
  • Uma atualização para The Division, Underground, será disponibilizada primeiro no Xbox One, em 28 de junho.
  • Patrick Bach, da DICE, anuncia que quem tem EA Access poderá jogar Battlefield 1 em 13 de outubro, um pouco antes do lançamento oficial.
  • Mike Ybarra, do Xbox Live, anuncia novas funcionalidades para a rede. Uma nova atualização permitirá ouvir músicas enquanto se joga online (Background music). O recurso de Clubs permitirá agrupar pessoas com interesses comuns em comunidades. Um recurso de pesquisa por Groups aproximará jogadores que tenham os mesmos objetivos em um jogo específico. Além disso, o Arena on Xbox Live suportará oficialmente a realização de campeonatos. Os novos Fifa usarão este recurso.
  • Saxs Persson e Lydia Winters, do time de Minecraft, anunciam um modo cross-play entre iOS, Android e Windows 10. Uma atualização chamada The Family Update permitirá compartilhar criações sem a necessidade de estar online. John Carmack, CEO da Oculus, demonstra o game usando o VR.
  • Um site chamado Design Lab, no portal oficial do Xbox, permitirá personalizar as cores do controle do One S e adquirir/encomendar as criações online. Serão 8 milhões de possibilidades de customização.

Xbox One S - Design Lab - customização de controlesNão sabemos ainda em quais países o Design Lab estará disponível

  • Limbo estará gratuito no Xbox One a partir de hoje. Inside, do mesmo estúdio e com lançamento em 29 de junho, é mais um game indie que chega ao One pelo programa ID@Xbox. Outros jogos independentes anunciados para os próximos meses: Cuphead, Outlast, Deliver Us the Moon, Flint Hook, Far, Slime Pencher, Shadow Tactics, Figment, The Culling, For The King, Stardew Valley, Beacon, Raiders, Bloodstained, Yooka-Laylee e Everspace.
  • Arc, já disponível no One, estará disponível no Play Anywhere a partir da primavera, permitindo jogá-lo no Windows 10 sem custo adicional. O Xbox One receberá primeiro o indie We Happy Few, que chega em julho e tem um clima que remete a Bioshock Infinite.
  • Da CD Projekt Red, Damien Monnier anuncia um card game inspirado no universo de The Witcher: trata-se de Gwent. Um open beta será disponibilizado em setembro.
  • Tekken 7 será lançado no início de 2017. Para divulgar, a Bandai Namco estará fornecendo gratuitamente o Tekken Tag Tournament 2 (jogão!) para os assinantes da Live Gold.

  • Dead Rising 4 ganha novo trailer. É novidade para o fim do ano no Xbox One e Windows 10.

  • Hideki Kamiya, da Platinum Games, mostra novo trailer de Scalebound, lançamento para Xbox One e Windows 10 em 2017.

  • Sea of Thieves, da Rare, enfim tem seu gameplay revelado. Com direito ao Play Anywhere, inclusive.

  • State of Decay 2 é anunciado para Xbox One e Windows 10. É uma boa surpresa! Fica para 2017.
  • Halo Wars 2 ganha trailer e é confirmado para One e Windows 10 em 21 de fevereiro de 2017. No entanto, um open beta já está disponível no One até 20 de junho.

  • Para encerrar, Phil Spencer retorna ao palco e confirma o Project Scorpio: o codinome do modelo mais poderoso do Xbox One que está sendo feito, visando suportar 4K e realidade virtual. Chegará no final de 2017, sem maiores detalhes.