EUA

Nintendo Switch: vendas superam expectativas de analistas

Lançado nos principais mercados em 3 de março, o Nintendo Switch teve seus primeiros dados de vendagem revelados.

No Japão, a revista Famitsu antecipou que o console híbrido superou 330 mil unidades em seus dois primeiros dias nas prateleiras. O título número 1 – como era de se esperar – foi The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que ficou na casa de 193 mil unidades vendidas em edição física. Com o melhor lineup de títulos para o lançamento, os japoneses superaram os números de estreia do Wii U (308 mil) e PS4 (322 mil), mas ficaram abaixo do Wii (371 mil).

Nos EUA, a situação parece ter sido ainda melhor, de acordo com o The New York Times. Em seus dois primeiros dias no mercado, o Switch teve a melhor estreia da história da Nintendo em termos de vendas de hardware (incluindo os portáteis). Até então, quem tinha esse posto era o Wii. O novo Zelda também foi o game com o lançamento de maior vendagem – de todos os tempos – para a empresa, considerando títulos stand-alone (isso é, jogos que não vêm em pacotes promocionais com hardware). A nova saga de Link teve números superiores até mesmo em relação a Super Mario 64 em seus primeiros dois dias.

No Reino Unido, também contabilizando a sexta-feira e o sábado do lançamento, o Switch alcançou mais de 80 mil unidades, o dobro do Wii U em 2012. No entanto, este indicador ainda está abaixo do PS4 (250 mil) e Xbox One em 2013 (150 mil), além do 3DS em 2011 (113 mil) e o Wii em 2006 (105 mil).

Com as boas notícias acima, a Nintendo teve um aumento significativo no valor de suas ações, 4%, deixando os investidores mais otimistas. Resta saber se o momento será mantido com os próximos lançamentos de software.

Nintendo baixa o preço do New 3DS nos EUA

Com o lançamento do Nintendo NX se aproximando, a empresa está se movimentando para manter as atuais plataformas interessantes. A Nintendo anunciou, nesta terça, a redução de preço do New 3DS (modelo convencional) nos EUA: 150 dólares, acompanhando Super Mario 3D Land em formato digital e duas faceplates (capinhas). Até então, o modelo era comercializado por US$ 200, acompanhando Animal Crossing: Happy Home Designer.

Além disso, os seguintes jogos para 3DS e Wii U entraram na lista Selects e passam a custar 20 dólares no mesmo país:

  • Animal Crossing: New Leaf (3DS)
  • Lego City Undercover (Wii U)
  • Lego City Undercover:  The Chase Begins (3DS)
  • Luigi’s Mansion: Dark Moon (3DS)
  • Nintendogs + cats: Golden Retriever & New Friends (3DS)
  • Nintendo Land (Wii U)
  • The Legend of Zelda: Wind Waker HD (Wii U)
  • Tomodachi Life (3DS)

Os seguintes jogos passam a ser oferecidos por 40 dólares, acompanhando um amiibo:

  • Captain Toad: Treasure Tracker (Wii U)
    • amiibo do Toad
  • Mario Party 10 (Wii U)
    • amiibo da Peach ou Bowser
  • Yoshi’s Wooly World (Wii U)
    • amiibo do Yoshi azul ou rosa

No caso do New 3DS, apenas algumas lojas norte-americanas vão oferecer o pacote. Já os games receberam um novo preço de tabela e, por isso, serão oferecidos com o novo valor sugerido em todo o território norte-americano. Resta saber como isso vai afetar o Brasil, já que a Nintendo não tem mais representação oficial aqui.

New Nintendo 3DS - 149

Battlefield vai virar série de TV

Embora eu tenha achado Battlefield 1 ambicioso demais lá na E3, não posso – de forma alguma – negar a importância da série para o mundo dos games. E vamos combinar, seria legal uma adaptação para o cinema ou para a TV, não é?

Pois vai virar realidade. A Paramount Television e a produtora Anonymous Content anunciaram parceria com a EA para uma série baseada em Battlefield, com exibição na TV fechada norte-americana. Michael Sugar e Ashley Zalta serão os produtores executivos. “Battlefield tem uma narrativa dinâmica incrível que, aliada a uma base fiel de fãs, vai nos permitir trazer esta marca única para a TV“, disse a presidente da Paramount TV, Amy Powell.

Não há mais detalhes ainda da parceria, nem mesmo uma data prevista para lançamento da série. Pelo menos quem curte a franquia terá o que jogar em outubro.

via The Hollywood Reporter

Nos EUA, assaltantes usam Pokémon Go para agir

Conhecido por usar recursos de geolocalização dos smartphones, o game Pokémon Go – já disponível oficialmente em alguns países, mas não no Brasil – é um grande sucesso. No entanto, o sonho de sair às ruas para capturar monstrinhos e se tornar um mestre pokémon pode se revelar mais difícil do que parece. E até trazer problemas, como vimos após a confusão recente na Austrália.

Na cidade norte-americana de O’Fallon, no estado do Missouri, pelo menos oito pessoas foram vítimas de uma emboscada. Enquanto os jogadores se dirigiam a uma Pokéstop ( local onde é possível obter PokéBolas), foram abordados no caminho por uma gangue de assaltantes. Não era a Equipe Rocket.

De acordo com a polícia, três homens com idades entre 17 e 18 anos foram detidos e indiciados. O roubo mais recente aconteceu na manhã do último domingo (10). Os assaltantes estavam em uma BMW preta, armados. Eles ficavam à espreita nas localidades indicadas como Pokéstops no mapa do game esperando alguém aparecer a qualquer momento com um smartphone na mão.

PS4 e Xbox One reinaram na Black Friday americana

A guerra dos consoles ganhou um novo capítulo após a Black Friday norte-americana de 2015. Após vendas 30% superiores ao ano anterior, a indústria de jogos tem muito o que comemorar neste ano.

De acordo com o instituto InfoScout, PS4 (42%) e Xbox One (41%) ficaram praticamente empatados na venda de hardware deste feriado, com leve vantagem para o console da Sony. O Wii U (17%) ficou muito distante deles, embora tenha sido o item mais vendido no site da rede de lojas Target.

O PlayStation 4 alcançou números expressivos devido às promoções ofertadas, principalmente, no site da Amazon, onde um pacote com o aparelho e Uncharted: The Nathan Drake Collection custava apenas US$ 299. Ê, inveja…

InfoScout - Vendas console Black Friday 2015 EUA

Mark Zuckerberg comemora legalização do casamento gay nos EUA

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, se pronunciou em seu perfil na rede social sobre a legalização do casamento gay nos Estados Unidos. Nesta sexta-feira (26), a Suprema Corte do país decidiu que todos os estados devem comemorar e celebrar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Na mensagem, postada pouco depois das 13h, Zuckerberg comemora a notícia.

“Nosso país foi fundado sob a promessa de que todas as pessoas são iguais e hoje demos mais um passo para cumprir essa promessa. Estou muito feliz pelos meus amigos e por todos da nossa comunidade que finalmente podem celebrar o amor entre eles e serem reconhecidos como casais iguais aos outros perante a lei. Nós ainda temos muito o que fazer para alcançar a igualdade plena para todos, mas estamos indo na direção certa”, escreveu Mark Zuckerberg.

Na publicação, ele também apresentou um gráfico comparativo, mostrando o número de usuários que participam de grupos LGBT do Facebook em 2008 e 2015. A imagem mostra que a rede social registrou um grande crescimento dessas comunidades nos Estados Unidos.

Desde cedo, quando os principais veículos de comunicação noticiaram a decisão da Suprema Corte, usuários do Facebook que apoiam a causa LGBT estão deixando a foto do perfil mais colorida, em alusão à bandeira da diversidade. A própria rede social disponibilizou uma ferramenta para isso. A página oficial da Casa Branca foi uma das primeiras a aderir ao movimento, recebendo mais de 400 mil curtidas e 130 mil compartilhamentos (até 17h desta sexta) na publicação da troca do avatar.