Europa

Nintendo Switch: vendas superam expectativas de analistas

Lançado nos principais mercados em 3 de março, o Nintendo Switch teve seus primeiros dados de vendagem revelados.

No Japão, a revista Famitsu antecipou que o console híbrido superou 330 mil unidades em seus dois primeiros dias nas prateleiras. O título número 1 – como era de se esperar – foi The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que ficou na casa de 193 mil unidades vendidas em edição física. Com o melhor lineup de títulos para o lançamento, os japoneses superaram os números de estreia do Wii U (308 mil) e PS4 (322 mil), mas ficaram abaixo do Wii (371 mil).

Nos EUA, a situação parece ter sido ainda melhor, de acordo com o The New York Times. Em seus dois primeiros dias no mercado, o Switch teve a melhor estreia da história da Nintendo em termos de vendas de hardware (incluindo os portáteis). Até então, quem tinha esse posto era o Wii. O novo Zelda também foi o game com o lançamento de maior vendagem – de todos os tempos – para a empresa, considerando títulos stand-alone (isso é, jogos que não vêm em pacotes promocionais com hardware). A nova saga de Link teve números superiores até mesmo em relação a Super Mario 64 em seus primeiros dois dias.

No Reino Unido, também contabilizando a sexta-feira e o sábado do lançamento, o Switch alcançou mais de 80 mil unidades, o dobro do Wii U em 2012. No entanto, este indicador ainda está abaixo do PS4 (250 mil) e Xbox One em 2013 (150 mil), além do 3DS em 2011 (113 mil) e o Wii em 2006 (105 mil).

Com as boas notícias acima, a Nintendo teve um aumento significativo no valor de suas ações, 4%, deixando os investidores mais otimistas. Resta saber se o momento será mantido com os próximos lançamentos de software.

Sega vai lançar nova versão do Mega Drive compacto

Depois da Nintendo anunciar uma versão mini do NES, circulou na internet nos últimos dias o anúncio de um “inédito” Mega Drive compacto. Na verdade, o videogame já existe há alguns anos na Europa. Enquanto a Tec Toy fabrica uma edição especial do Mega Drive no Brasil, a empresa AtGames é licenciada pela Sega para vender uma outra versão no velho continente.

Mega Drive Classic - 2Este modelo não é nenhuma novidade para os europeus

O que realmente aconteceu: foi encontrado à venda em sites britânicos uma edição comemorativa do Mega Drive compacto, devido aos 25 anos de Sonic. Este modelo terá mais jogos do ouriço do que o anterior, sendo lançado em outubro por 50 libras. No mais, é o mesmo console já vendido na Europa há alguns anos: conta com dois joysticks sem fio, total de 80 jogos na memória e compatibilidade com cartuchos já lançados. O visual é idêntico.

Não existem ainda registros deste Mega Drive em outros continentes. No Brasil, a Tec Toy teria que fabricar algo parecido, já que é ela a única empresa licenciada para tal. Se você ficou triste pela edição brasileira ser mais “humilde”, aí vai uma dica: vários europeus têm reclamado que o Mega Drive compacto deles teriam problemas (alguns deles a edição brasileira também possui):

  • Os joysticks usam infravermelho para a comunicação sem fio, exigindo que os mesmos fiquem em um determinado ângulo para funcionar.
  • A emulação do som não teria ficado muito boa: nos títulos de Sonic, as músicas estariam fora do tom. Além disso, não há a opção estéreo.
  • Não há suporte a HDMI, sendo preciso usar cabos AV.
  • Sem compatibilidade com os títulos do 32x.

Portanto, este modelo, apesar de ser superior ao que é produzido no Brasil, parece ser uma boa opção para o jogador casual. Se você é um pouco mais exigente, no entanto, só resta aguardar que a própria Sega, um dia, fabrique algo mais robusto.

Startup recruta brasileiros para evento de TI na Europa

Em tempos de crise no Brasil, muitas pessoas estão buscando empregos em outros países. Diferentemente de lugares como a Austrália e o Canadá, que têm políticas muito burocráticas para contratar estrangeiros, a Europa está de braços abertos para o pessoal de Tecnologia da Informação.

Uma startup portuguesa que já abordamos aqui, a Landing.jobs, se destaca por aproximar os candidatos de oportunidades no velho continente usando técnicas diferenciadas de recrutamento. A empresa acaba de anunciar a segunda edição do Landing.jobs Festival, nos dias 3 e 4 de junho, em Lisboa. Neste evento, 1.200 profissionais da área e 60 empresas de TI europeias vão se encontrar para dois dias de palestras e muito networking.

Serão selecionados 12 profissionais de TI do Brasil e de outros países da América Latina para o evento em Lisboa – com passagens e hospedagens oferecidas pela empresa – através de testes de conhecimentos técnicos, que serão avaliados por uma equipe da Landing.jobs. Para mais informações, confira o site do Festival.


Leia mais: Landing.jobs mostra preferências de imigração dos profissionais de TI do Brasil
Leia mais: Startup portuguesa quer levar brasileiros para a Europa