Grand Theft Auto

7 jogos de consoles e PC que chegam ao iOS e Android em 2017

Em 2015, um post nosso sobre 10 jogos de consoles que chegaram aos smartphones fez bastante sucesso. Agora, o BitBlog agora lista alguns games de consoles e PC, mas que vão desembarcar no iOS e Android no decorrer de 2017. Tem para todos os gêneros! Afinal, jogar no smartphone não se resume a Candy Crush.

7) RollerCoaster Tycoon Touch

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: já disponível (iOS), março (Android)
Preço: gratuito, com conteúdo adicional a partir de US$ 2,99

RollerCoaster Tycoon, franquia do PC, tem jogo no Android e iOS

RollerCoaster Tycoon, franquia do PC, tem jogo no Android e iOS

RollerCoaster Tycoon é uma das franquias mais adoradas pelos jogadores de PC, em especial para aqueles que viveram os anos 90 e 2000. A série abraçou as plataformas móveis e o novo lançamento, Touch, é uma versão feita do zero para o iOS e Android. É possível criar parques de diversão, decorá-los e inclusive construir a sua própria montanha russa com um editor especial.

6) Injustice 2

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: 2017
Preço: a definir

Pouco se sabe sobre a versão de Injustice 2 para celular

Pouco se sabe sobre a versão de Injustice 2 para celular

O Injustice original saiu para todas as plataformas possíveis. Antes mesmo de especularmos se a sequência também chegaria ao iOS e Android, a própria Warner confirmou a informação. Esperamos que seja uma adaptação mais fiel à edição para consoles, já que o título anterior ficou bem atrás.

5) Lineage II: Revolution

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: 2017
Preço: a definir

Lineage II fez sucesso no PC e vai ganhar versões para Android e iOS

Lineage II fez sucesso no PC e vai ganhar versões para Android e iOS

Clássico dos MMOs, Lineage fez (e ainda faz) bastante sucesso, inclusive no Brasil. Revolution é a nova aposta da coreana NCsoft, dessa vez em plataformas móveis através da Unreal Engine 4. O spin-off de Lineage 2 já está disponível na Ásia, onde segue faturando milhões. Enquanto isso, o Ocidente aguarda a versão em inglês…

4) Animal Crossing

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: 2017
Preço: a definir

Villager, o humano que reside em uma vila de animais, explora o ambiente

Sim, Animal Crossing pode funcionar muito bem em smartphones

Nascida no GameCube, a série Animal Crossing é uma espécie de simulador onde o recém-chegado protagonista, em uma vila habitada por animais, precisa pagar suas contas. O game segue o relógio da vida real e fez bastante sucesso por onde passou – em especial, no DS, Wii e 3DS. A adaptação para iOS e Android promete vender horrores, em especial no Japão.

3) Grand Theft Auto IV

Plataformas: Android (a confirmar)
Data de lançamento: 2017, a confirmar
Preço: a definir

Protagonista explora a cidade do jogo em meio a entardecer

O imenso mundo de GTA 4 saiu do computador para os celulares

Em uma recente transmissão pela internet, foi vazado o momento em que um dos desenvolvedores da Rockstar testava GTA IV no Android. Além disso, o estúdio lançou algumas telas do jogo, em evidente downgrade, no perfil do Twitter. Aguardando apenas uma confirmação oficial, GTA IV para smartphones é um dos projetos atuais da empresa e, se seguir a tendência das adaptações anteriores, será tão bom quanto o original!

2) Bravely Default: Fairy’s Effect

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: 2017
Preço: a definir

Heróis do game em destaque

Spin-off da saga do 3DS promete muitas horas de gameplay em smartphones Android e iOS

Ninguém imaginava que Bravely Default, a franquia de RPG da Square Enix para o 3DS, chegaria tão cedo ao iOS e Android. Fairy’s Effect é um spin-off dos títulos principais e, fora isso, não temos muitas informações ainda.

1) Final Fantasy XI Online

Plataformas: iOS e Android
Data de lançamento: 2017
Preço: a definir

Cena de gameplay, com personagem em uma vila

Imagem vazada de apresentação é tudo o que temos, neste momento, de FFXI para smartphones

Final Fantasy XI foi lançado no início dos anos 2000 para PS2 e Windows, desembarcando algum tempo depois no Xbox 360. O primeiro MMO da série fez bastante sucesso, tanto que os servidores da edição para Windows continuam ativos. Criado após uma tentativa frustrada de tornar FFX online no PS2, o game teve uma versão para iOS e Android anunciada em 2016. Pouco se sabe até agora, além da tela vazada acima e que o título chega em 2017 pelas mãos do estúdio Nexon. Com interfaces redesenhadas para dispositivos móveis, o jogo está sendo reconstruído usando a Unreal Engine 4.

7 curiosidades sobre o clássico GTA 3

Em outubro de 2001, um lançamento para PlayStation 2 viria a esfriar a chegada do GameCube e Xbox nos EUA. Que jogo seria capaz de causar tanto impacto? “Apenas” Grand Theft Auto III – ou GTA 3, como ficou conhecido entre os fãs. O game revolucionou a sexta geração de consoles, inovou em seu gênero e levantou diversas polêmicas com o público conservador. Conheça alguns fatos curiosos sobre este grande game, que está prestes a completar 15 anos, na edição desta semana da coluna Bastidores.


O efeito 11 de setembro

Sobrou até para os carros de polícia

Sobrou até para os carros de polícia

O lançamento original de GTA 3 no PS2 seria em 19 de setembro de 2001. No entanto, após o ataque terrorista aos EUA, que aconteceu no dia 11 do mesmo mês, a produtora Rockstar logo viu que não era o melhor momento para lançar um game tão polêmico. GTA 3 só veio chegar ao mercado norte-americano três semanas depois da data prevista originalmente. Mas não foi apenas uma questão de sensibilidade: o título carregava várias referências que precisaram ser retiradas às pressas.

As cores dos carros de polícia foram alteradas, de forma a não lembrar o modelo usado em Nova York. O caminho de um avião que surgia no cenário foi trocado, para não passar perto de grandes prédios. Inúmeros diálogos foram modificados, assim como a caixinha do game, que era considerada muito “provocativa”. Quem contou tudo isso foi o executivo Dan Houser, da Rockstar, à revista britânica Edge. Em contrapartida, ele minimizou as alterações: “não mexemos em mais que 1% do jogo“.

Polêmicas e mais polêmicas

É isso mesmo que você tá pensando

É isso mesmo que você tá pensando

O site GameSpy considerou GTA 3 “o lançamento mais ofensivo de 2001”. A enorme sensação de liberdade (prostituição, atropelamentos e armas) causou a ira de um público conservador no mundo todo, que teimava em associar a imagem do jogo a assassinatos que teriam acontecido nos anos seguintes. Engraçado que ninguém quer censurar filme, nem novela, mas jogo é coisa do “capeta”, né?

Na Austrália, funcionalidades foram removidas por ordem judicial, provocando o recall do game. No Brasil, houve um movimento para banir o título, mas que terminou não acontecendo.

Os clones

True Crime era um clone descarado de GTA, mas com um policial como protagonista

True Crime era um clone descarado de GTA, mas com um policial como protagonista

As inúmeras possibilidades do game da Rockstar causaram inveja em outros estúdios, que criaram os chamados “clones de GTA”. True Crime: Streets of LA, Driv3r, The Getaway, Saints Row e Crackdown são os exemplos mais famosos.

Curiosamente, após o sucesso da franquia, a própria Rockstar passou a investir em outros títulos semelhantes. Red Dead Redemption incorpora várias mecânicas de “mundo aberto”, embora se passe no velho oeste.

Visão em primeira pessoa

GTA 3 - visão do Sniper Rifle

Aquele momento “sniper”

GTA V veio a ser o primeiro da série com visão total em primeira pessoa. Mas essa ideia já tinha surgido durante o desenvolvimento de GTA 3. Seria possível mudar o ângulo a qualquer momento. No entanto, ficou difícil implementar isso com os prazos estabelecidos. Na versão final, este modo de visão surge apenas ao dirigir, ou ao mirar usando uma M16 ou Sniper Rifle.

Multiplayer online

Esse trambolho servia pra conectar o PS2 original à internet

Esse trambolho servia pra conectar o PS2 original à internet

Com os serviços online do PS2 estreando, além de diversos títulos deste tipo fazendo sucesso no PC, era grande a vontade de incorporar um modo online no terceiro Grand Theft Auto. No entanto, o prazo do projeto tornou impossível este desejo.

Quem descobriu esta ideia “descartada” foram alguns hackers, após analisar o código-fonte de GTA 3 para PC. A própria Rockstar se pronunciou anos depois, afirmando que preferiu fazer Vice City a implementar o modo online.

Visual “cartoon”

GTA 3 - visual cartoon

A ideia original era adotar gráficos mais “leves”

Em vez de ser realista, o conceito original de GTA 3 envolvia um visual mais light, lembrando um desenho animado. Não se sabe o motivo pelo qual a Rockstar mudou de ideia, mas vários fãs vieram a criar mods para ressuscitar a ideia, na edição de PC.

Teve um prólogo

GTA Liberty City Stories - gameplay

Liberty City está quase intacta em Stories

Como forma de apoiar o portátil estreante da Sony, o PSP, foi lançado Liberty City Stories, prólogo de GTA 3. Os cenários são quase os mesmos, com pequenas exceções. Como Stories se passa em 1998, anos antes da trama principal, ainda não há alguns prédios gigantescos, enquanto pontes e túneis se encontram em construção. Interessante, né? Algum tempo depois, Stories foi relançado para PS2, iOS e Android.