Nintendo NX

Jogamos: Breath of the Wild, o novo Zelda, surpreende

A fila era enorme. Dava voltas em torno do estande da Nintendo, a ponto de confundir os seus próprios funcionários. Chamava a atenção de quem chegava. Alguns desistiam, enquanto outros abusavam de paciência para aguardar a sua vez. Assim era a história de quem queria jogar um pouco do aguardado The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Embora vá receber uma versão para o NX, apenas a edição do Wii U era jogável, mas não importava: os fãs já estavam satisfeitos.

Em um movimento ousado, a Nintendo dedicou quase que todo o seu espaço no pavilhão da E3 para o game. Usando uma decoração temática, remetendo ao mundo do herói Link, a imersão em Breath of the Wild foi impactante. Com uma equipe super atenciosa, a empresa conseguiu deixar quem saísse com um sorriso no rosto.

Zelda - Estande da Nintendo na E3 2016Jogar Breath of the Wild na E3 era praticamente estar lá, dentro do game

A demonstração apresentada na E3, que jogamos já na primeira hora do evento, consistia em dois momentos: em um, com 15 minutos de duração, o herói já tinha vários equipamentos, como o arco e flecha e o ímã. A ideia era testar a mecânica de combate e se deslumbrar com os gráficos do gigantesco cenário. Em seguida, o momento final, com 20 minutos, que consistia no início do jogo: desde Link acordando, surpreso, até a primeira luta contra inimigos na terra que, segundo um misterioso senhor, é a que originaria o reino de Hyrule (!).

Sim, agora há um botão de pulo (Y), que serve também para escalar paredes e montanhas. Por outro lado, agora só é possível usar um armamento ao mesmo tempo, através do botão X do Gamepad. Não há mais o mapeamento de itens para as teclas. Para ação, existe o botão A, enquanto o B serve para correr (algo que consome resistência e pode deixar Link em apuros) ou guardar uma arma. Maçãs e cogumelos coletados no caminho recuperam energia. A propósito, nunca um Zelda teve tanta interação com elementos do cenário: é possível incendiar florestas e derrubar árvores para coletar lenha, por exemplo. A sensação de liberdade é gritante.

Sim, eventualmente há elementos que surgem repentinamente no cenário. Mas nada que incomode. É possível que seja devido às limitações de hardware do Wii U e que a edição do NX não tenha este problema. No mais, a experiência foi bastante fluida, com efeitos sonoros competentes e diferentes dos que a série acompanha. A impressão que tivemos, ao deixarmos o estande da Nintendo, é que a franquia The Legend of Zelda finalmente se modernizou. Deixou de lado clichês que ninguém aguentava mais para se inspirar em Skyrim, Dragon Age e similares. No final, um resultado surpreendente. Candidato fortíssimo a “game da E3 2016”, em nossa opinião.

Ubisoft na E3: acompanhe as novidades anunciadas

A Ubisoft foi para a E3 2016 com um line-up forte do mesmo jeito e nós, do BitBlog, cobrimos tudo da pré-conferência direto do Orpheum Theatre, em Los Angeles. Abaixo, tudo o que rolou por lá. Durante a semana, nós do BitBlog vamos jogar alguns dos games anunciados e colocar nossas impressões. Por isso, fique ligado no BitBlog.

  • Ao som de Don’t Stop Me Now, do Queen, um grupo de dançarinos fez a festa na abertura do evento. Em seguida, veio a apresentadora, a comediante Aisha Tyler, que anunciou Just Dance 2017 para todas as plataformas atuais em outubro, além de uma versão para o Nintendo NX no início do ano que vem!
  • Em seguida, o trailer de Ghost Recon Wildlands, que mostrou um pouco do modo cooperativo (para até 4 pessoas). Caprichado, um dos pontos altos da tarde. Lançamento previsto para 7 de março de 2017 no PS4, Xbox One e PC.

  • South Park: The Fractured But Whole arrancou risadas da plateia. Nele, o jogador controla um personagem que quer virar um super-herói e que precisa lidar com os colegas da vila, que também têm o mesmo objetivo e vão pegar no seu pé. Com um sistema de combates em turnos, chega ao PS4, Xbox One e PC em 6 de dezembro.

  • The Division seguirá recebendo pacotes DLC relevantes durante todo o ano. O primeiro deles é o Underground, em 28 de junho no Xbox One e PC e em 4 de agosto no PS4. Além disso, quem tem o game e está no Ubisoft Club receberá roupas inspiradas em Rainbow Six Siege, Splinter Cell e Ghost Recon Wildlands.
  • Eagle Fight VR, investida da Ubisoft em realidade virtual, está mais maduro do que nas outras apresentações. Em uma partida PvP feita no palco, foi possível entender melhor o gameplay. É um dos destaques do Oculus Rift e demais plataformas VR nesta primavera.
  • Star Trek: Bridge Crew é a estreia de Jornada nas Estrelas no mundo da realidade virtual. O ator Levar Burton sobe ao palco para falar sobre a experiência dele com o jogo.
  • For Honor surge em um trailer devastador, sem economizar na violência. Chega em 14 de fevereiro de 2017 ao PS4, Xbox One e PC. Isso, em pleno Valentine’s Day.

  • Grow Up, título mais “criativo” da noite, chega em agosto ao PS4, Xbox One e PC.
  • Trials of the Blood Dragon já está disponível, com um visual bem excêntrico – as roupas dos produtores dele no palco já eram um bom indicativo… É para Xbox One e PS4.
  • Quando todos achavam que a Ubisoft ia falar de mais um jogo Assassin’s Creed, perdoamos: era sobre o filme da série. Frank Marshall, com grandes clássicos no currículo, fala sobre a experiência de produzir um projeto destas dimensões. A data de lançamento nos cinemas ocidentais é em dezembro.
  • Watch_Dogs 2 surge no telão e anima a plateia. Em uma San Francisco ensolarada, as possibilidades agora são quase infinitas, com direito a controlar drones e veículos terrestres de espionagem. Os DLCs do jogo estarão disponíveis no PS4 um mês antes das outras plataformas.

  • O presidente da Ubisoft, Yves Guillemot, e Jim Ryan, da Sony, falam sobre o filme de Watch_Dogs.
  • Steep, a nova franquia da empresa, é anunciado. Trata-se de uma ousada combinação de mundo aberto e esportes na neve, com paisagens na Itália, Suíça, Áustria e França. Com desafios online a todo momento, alternando esportes, além de paisagens lindas e de um sistema de replay robusto, quase todos os presentes aplaudiram fortemente.

Nintendo NX poderá ser revelado na E3 a portas fechadas

Apesar da Nintendo ter revelado planos modestos para a sua participação na E3 2016, podemos estar diante de um grande acontecimento. O BitBlog, que já está em Los Angeles pronto para cobrir a feira, recebeu a informação de que o Nintendo NX poderá ser revelado em um evento secreto que acontecerá na terça (14/6), na abertura da feira.

De acordo com o que ouvimos, trata-se de uma apresentação a portas fechadas, apenas para subsidiárias da Nintendo e parceiros. A imprensa em geral está de fora, a menos que o veículo seja conveniado à marca da empresa. Ou seja, o BitBlog não conseguirá participar.

É importante considerar que a prática de fazer anúncios de forma privada já é de praxe na indústria. Rumores indicam que o NX foi discutido com grandes estúdios na E3 2015. Além disso, o modelo “melhorado” do PS4 – que foi, enfim, confirmado – teria sido apresentado recentemente. Vamos ficar de olho, trazendo as informações diretamente de LA. Acompanhe a E3 com a gente!


Leia mais:
Nintendo NX chega em março de 2017, com Zelda
Nintendo NX deverá ter overdose de novos jogos
Nintendo NX: Rumores e o que esperar

Novo Zelda terá evento online em 14 de junho

Após revelar seus planos modestos para a E3 2016 de forma superficial, a Nintendo detalhou melhor sua estratégia.

  • Uma transmissão online em 14 de junho, conduzida pelo presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, vai apresentar ao mundo – em detalhes – o novo The Legend of Zelda, para NX e Wii U. O evento começa às 13h, horário de Brasília, e será seguido por 24h de gameplay do aguardado título.
  • A transmissão estará disponível no site da Nintendo @ E3, onde a empresa também anunciou uma promoção para premiar fãs com uma viagem a E3 com acompanhante, com tudo pago e o direito de jogar o novo Zelda em primeira mão. É só dar uma olhada no site para ver como participar.
  • A edição apresentada durante a E3 será a do Wii U. Durante o evento, a Nintendo não deverá mencionar recursos da versão para o NX, que é guardada a sete chaves.

Leia mais:
Nintendo NX chega em março de 2017, com Zelda

Nintendo NX chega em março de 2017, com Zelda

Em um evento para investidores no Japão, a Nintendo acaba de revelar informações importantes sobre o seu futuro. Confira:

  • O Nintendo NX foi anunciado oficialmente, com lançamento global em março de 2017. O novo The Legend of Zelda, do Wii U, terá uma versão para o novo console. Uma nova arte do título foi divulgada (veja abaixo).
  • Na E3 2016, o único jogo da empresa que estará jogável será o novo Zelda, em sua edição para o Wii U.
  • O game Miitomo alcançou 10 milhões de usuários e já é considerado um sucesso. Os próximos jogos mobile da Nintendo serão baseados nas franquias Fire Emblem e Animal Crossing, sendo o último conectável – de alguma maneira – com um futuro lançamento para consoles. Os novos Fire Emblem e Animal Crossing chegarão entre setembro e dezembro.
  • O Wii U alcançou 12,8 milhões de unidades vendidas até agora, enquanto o 3DS chegou aos 58,85 milhões. Entre os destaques da plataforma de mesa, Splatoon (4,22 M) e Super Mario Maker (3,52 M), que permitiram um bom desempenho em 2015.

A notícia da Nintendo na E3 foi realmente decepcionante. Será que teremos alguma surpresa por lá, em formato não jogável? É aguardar pra ver.

Novo Zelda - Wii U e NX


Leia mais:
Nintendo NX deverá ter overdose de novos jogos
Rumores sobre o Nintendo NX indicam arquitetura x86
Nintendo NX: rumores e o que esperar
Possíveis patentes do Nintendo NX são descobertas

Nintendo NX deverá ter overdose de novos jogos

A Nintendo demora demais no desenvolvimento de seus principais games. No início do ciclo do Wii U, Shigeru Miyamoto (criador de Mario e Zelda) afirmou que a empresa não estava pronta para trabalhar em alta definição. A transição do Wii para o seu sucessor foi um pouco traumática e vários projetos atrasaram, o que podem justificar o fiasco comercial do seu console atual.

Já com um pé na próxima geração, a Nintendo poderá dar a volta por cima. Quem acredita nisso é Emily Rogers, a mesma pessoa que antecipou o novo Paper Mario, entre outros anúncios. De acordo com a jornalista, que costuma acertar bastante em suas declarações, o NX terá mais jogos da Nintendo que qualquer um de seus antecessores. Além disso, o primeiro ano do misterioso videogame poderá ser bem forte, com mais lançamentos do que no ciclo de vida inteiro do Wii U.

Ainda de acordo com Rogers, vários trabalhos previstos para o Wii U foram migrados para o NX e, por isso, ainda não foram oficialmente anunciados. Nesta situação, sabemos de apenas um deles: Pikmin 4. A jornalista também acredita que o mais recente Super Smash Bros., Xenoblade Chronicles e o novo Zelda poderão ter versões para o novo console.

Particularmente, acho que o NX receberá novos Animal Crossing e Metroid, além de uma enxurrada dos outros estúdios. Mal podemos esperar pela E3 2016!


Leia mais:
Rumores sobre o Nintendo NX indicam arquitetura x86
Possíveis patentes sobre o Nintendo NX são descobertas

Rumores sobre o Nintendo NX indicam arquitetura x86

Todos os dias, rumores vêm e vão sobre o aguardado Nintendo NX. De acordo com patentes e declarações da indústria, já sabemos que o NX poderá ter compatibilidade com sistemas de terceiros e que pode trazer um controle inovador com projetor. Além disso, é notório que alguns estúdios estão sendo deixados de lado até aqui.

Nesta segunda-feira, foi divulgado no Reddit (e validado pelos moderadores) um boato que parece verdadeiro. As novas informações teriam sido fornecidas por 11 desenvolvedores que estão trabalhando com a nova plataforma da Nintendo. Embaixo de cada item, colocamos nossa opinião. Confira:

Arquitetura x86

Final Fantasy XVFinal Fantasy XV e outros medalhões poderiam chegar ao NX mais facilmente em x86

Já era hora. Ao mesmo tempo em que adotar PowerPC favoreceria a retrocompatibilidade com o catálogo do Wii U, o Xbox One e PS4 usam x86. É preferível para a Nintendo “virar a página” em relação ao console anterior e fazer o NX emplacar. Para isso, é preciso ter uma arquitetura fácil de trabalhar e que permita ports rápidos e baratos de games dos consoles rivais.

Dados de progresso armazenados na nuvem da Nintendo

A Nintendo é famosa por demorar a usar algumas tendências de mercado. É mais do que fundamental ter este recurso, que já existia no Xbox 360 e PS3, mesmo que envolva uma assinatura.

Suporte ao Unity

FAST Racing Neo - ingame 4Os indies, como FAST Racing Neo, viraram grandes aliados da Nintendo

Esta famosa engine aproximou os desenvolvedores indie do Wii U e reforçou o pequeno catálogo do console. A parceria deu certo e precisava voltar. Mais um gol.

Suporte a uma tela adicional

Mesmo que muita gente vire a cara para o Gamepad do Wii U, o conceito de “segunda tela” foi usado por diversos dispositivos de outras fabricantes. Antes de opinar, é preferível descobrir como seria exatamente esta funcionalidade.

Pode lidar facilmente com ports de títulos da geração atual

The Witcher 3 - gameplayThe Witcher 3 no NX? Talvez

Esta informação pode ser redundante em relação ao primeiro item, mas se está aqui, indica que – no mínimo – o NX tem poder de processamento comparável ao PS4 e Xbox One.

Poderá interagir com apps de smartphones

Se levarmos em conta as patentes registradas, de repente o smartphone poderia ser a própria segunda tela, ou até mesmo um dos controles. Seria um recurso interessante se for usado de forma inteligente.

Usar aplicativos do NX garantirá pontos no My Nintendo

Funcionamento do My Nintendo
O My Nintendo tem tudo a ver com um novo console

Já era esperado. O My Nintendo é um programa de fidelidade, já disponível, que fornece jogos e descontos com base em recompensas acumuladas pelo usuário. Faz todo o sentido.

E você, está ansioso pelo NX? Essa E3 2016 promete. O BitBlog estará em Los Angeles, cobrindo in loco todo o evento para vocês, e faremos questão de testar o novo console da Nintendo.