NIS America

Entrevista: NIS America traz os bastidores da localização de Ys VIII

Tá achando que fomos a Los Angeles participar da E3 2017 só pra jogar alguns dos games que vêm por aí?

Isso por si só seria suficiente, mas o BitBlog também teve a oportunidade de conversar com Alan Costa, Gerente de PR da NIS America – a empresa que está trazendo Ys VIII: Lacrimosa of Dana ao Ocidente no PS4, Vita e Windows (via Steam). O RPG de ação foi um dos títulos que mais curtimos na feira, então, nada mais justo do que falar sobre ele! E, claro, o futuro do PS Vita, já que a NIS America é uma das maiores apoiadoras do portátil. Veja abaixo o que rolou neste papo!


A nova saga de Adol Christin

Adol, Laxia e Sahad encontram um monstro gigante

Adol, Laxia e Sahad têm um problema sério para resolver…

BitBlog: Para começar, você pode falar sobre o enredo de Ys VIII e como ele se conecta com os outros games da série?

Alan Costa: Cronologicamente, o título se passa logo após Memories of Celceta. Sobre o enredo, (o protagonista) Adol está em um barco que termina virando. Ao invés de descer em um continente como nos anteriores, ele encontra uma ilha deserta, a Ilha de Seiren. Adol tem dois objetivos: a curto prazo, encontrar as outras pessoas que estavam navegando com ele até o incidente. A outra meta é, obviamente, encontrar uma forma de ir embora do local. O herói terá ainda sonhos com uma garota de cabelos azuis longos chamada Dana. Você poderá jogar com ela. A partir daí, é spoiler!

Ys VIII será o mesmo jogo no PS4 e PS Vita em termos de conteúdo?

Boa pergunta! Ambos os jogos têm a mesma narrativa e final, mas a edição do PS4 tem conteúdo extra relacionado a Dana. Você vai jogar mais capítulos relacionados a ela, se envolvendo mais com a estória de Dana. Obviamente, o jogo visualmente está bem melhor no PS4, rodando a 60 frames por segundo, com texturas melhores. Esta versão terá entre 5 e 10 horas a mais de campanha.

O jogo terá personagens de Ys anteriores?

(Ys VIII) é uma nova estória. Ela se passa logo após a Memories of Celceta. Teremos provavelmente o retorno de Dogi, mas nada extraordinário. Serão muitas faces novas.

Em uma praia, os três heróis do jogo estão encarando um dragão

Esse dragãozinho não é nada pro trio de heróis

Ys VIII terá cross-buy ou cross-save entre PS4 e Vita?

Sem planos para isto.

Após o lançamento haverá algum DLC?

Teremos novidades em breve. Saiu algo no Japão e estamos trabalhando na logística de trazer para cá (Ocidente), então teremos mais atualizações depois. Mas adianto que é mais algo relacionado a roupas, por exemplo, e não uma nova saga ou um DLC que adicione horas de jogo.

Podemos esperar o game em outras plataformas?

Teremos a versão do Steam, com lançamento mundial. Em relação a outras plataformas, neste momento não há planos.

Futuro do PS Vita e parceria com Falcom

Capa mostra Adol e Dana, um de costas pro outro

Capa japonesa do game

O que podemos aguardar para os próximos Ys? A série está, aos poucos, migrando para os consoles e PCs? Ou os portáteis ainda receberão lançamentos?

Honestamente, eu não tenho como te dizer. Nós apenas publicamos o jogo, não desenvolvemos ele. Pelo que tenho ouvido da Falcom, pretende-se manter todas as portas abertas. Quem sabe o que vai acontecer, não é mesmo?

Falando sobre o lançamento, percebi que vocês (NIS America) seguraram o lançamento de Ys VIII no Vita para coincidir com a chegada da edição japonesa do PS4, disponibilizando os dois juntos no Ocidente. Procede? Como foi cooperar com a Falcom?

Sim, procede. Trabalhar com a Falcom tem sido fantástico, eles têm oferecido bastante suporte, fornecendo tudo o que precisamos e fazendo aprovações rapidamente. O único desafio para o lançamento ocidental foi o curto prazo de tempo: a versão PS4 está chegando em apenas sete meses após o lançamento no Japão. Nós ainda nos importamos com os usuários do Vita, queremos deixá-los felizes. Infelizmente, não podemos voltar no tempo e adicionar todo o conteúdo extra na edição portátil, mas o mínimo que pudemos fazer foi trazer a edição do Vita também em mídia física, com direito à Collector’s Edition – que também estará disponível para PS4.

Seria Ys VIII o último grande RPG que vocês pretendem lançar no Vita?

Neste momento, não há nada para anunciar. Em julho, teremos um grande evento em Los Angeles, o Anime Expo, então deveremos ter algo interessante para revelar por lá. (Nota: a NIS America lançou esta página para falar que alguns desenvolvedores parceiros, de séries japa renomadas, estarão no Anime Expo para fazer alguns anúncios)


Ys VIII: Lacrymosa of DANA chega ao PlayStation 4, PS Vita e Windows (via Steam) em 12 de setembro. Siga acompanhando o site e redes sociais do BitBlog para mais entrevistas, prévias e notícias!

Conheça os melhores games da E3 2017, segundo o BitBlog!

A E3 2017 acabou na última quinta-feira, 15 de junho. O BitBlog ainda tem uma tonelada de conteúdo para escrever: prévias, entrevistas e bastidores da feira e de novos games. Mas não podemos perder o timing: jogamos muita coisa e queremos, nesta segunda E3 que cobrimos, reconhecer os jogos que chamaram mais atenção. Conheça o Melhores da E3 2017, via BitBlog!


Evento pré-E3 mais divertido

Roda gigante da Bethesda, no meio das atrações, dava o tom divertido que a conferência teria

Roda gigante da Bethesda, no meio das atrações, dava o tom divertido que a conferência teria

A Bethesda montou um parque de diversões em plena Los Angeles, com direito a uma roda gigante, barraquinhas de comida típica e estações com demos de Elder Scrolls. Cada franquia representava uma área do espaço no LA Center Studios. Ainda rolou show de The Chainsmokers logo após a conferência. Fica difícil não eleger o Bethesdaland como o evento pré-E3 mais divertido. Leia aqui a nossa cobertura do evento, incluindo bastidores!

Melhor conferência pré-E3

Essa aqui foi concorrida, mas ficamos com a Ubisoft. Ela trouxe o que queríamos ver, além de surpresas como Skull & Bones, Starlink: Battle for Atlas (nossas impressões aqui), Beyond Good & Evil 2 e Transference. Teve até Shigeru Miyamoto no palco!

Melhor game de plataforma

Mario pulando corda na cidade do game

Mario tá até pulando corda agora

Que E3 para o gênero! Concorrentes maravilhosos não faltaram, mas o prêmio vai mesmo para Super Mario Odyssey. A nova aventura do mascote injeta um ar de novidade no gênero, ao mesmo tempo em que resgata a essência que consagrou Super Mario 64 e Super Mario Sunshine. Veja as nossas impressões!

Melhor game de ação/aventura

Esta tende a ser uma categoria super concorrida, mas Super Mario Odyssey leva mais um prêmio. Explorar New Donk City, assim como o estágio do deserto, despertou sorrisos na cara de quem curtiu a demo jogável na feira. Isso sem falar dos vários colecionáveis espalhados pelos cenários, missões principais e side-quests.

Melhor game de corrida

Diversidade das missões traz um brilho maior a The Crew em seu segundo game

The Crew 2 pode ter muitos elementos de MMO, mas – em sua base – é um título de corrida arcade. A diversidade de veículos e ambientes é impressionante! Veja nossa prévia aqui.

Melhor RPG

Protagonista Adol Christin corre em uma praia junto a colegas

Ys VIII é o primeiro da série principal para o PS4

Em uma E3 onde os RPGs estiveram basicamente em portáteis, Ys VIII: Lacrimosa of Dana (para PS4 e Vita) é um sucessor à altura de Ys: Memories of Celceta. O RPG de ação apresentou dungeons com a essência de exploração da franquia, ao mesmo tempo em que desenvolve um enredo mais profundo com o esquecidinho Adol Cristin. Veja aqui a nossa prévia!

Melhor FPS (tiro em primeira pessoa)

Stormtroopers correndo

Battlefront 2 quer trabalhar em cima dos erros do predecessor

Não faltou concorrência, mas Star Wars Battlefront II representa um pacote completo para garantir horas e horas (e, por que não, anos) de jogatina. É um game que fala para todos os fãs de Star Wars, passando pelas três eras, com missões novas e clássicas em um visual caprichado. Isso sem contar os heróis (com visão em terceira pessoa)! Veja aqui a nossa prévia.

Melhor game de estratégia

Mario lançando Rabbid Peach em direção a uma parte segura do tabuleiro

Se proteger em posições estratégicas é essencial para vencer as batalhas

Parceria da Ubisoft com a Nintendo, Mario + Rabbids: Kingdom Battle traz o mundo colorido dos mascotes para o gênero. É preciso ver como a narrativa vai se desenvolver, mas – a julgar pela demo da E3 (veja nossas impressões aqui) – gostamos muito da mecânica de combate por turnos. Há ainda elementos de RPG entre combates.

Melhor game esportivo

Usian Bolt comemorando gol

Até Usian Bolt apareceu em PES 2018

Com melhorias na Master League, modo MyClub compartilhável com outra pessoa, mais fidelidade na representação de estádios e jogadores e ainda o retorno de mecânicas que funcionavam (como os pênaltis na era PS2), Pro Evolution Soccer 2018 mostra o empenho da Konami em revitalizar o gênero – uma missão difícil, dados os lançamentos anuais.

Melhor multiplayer online

Zumbis são levados embora via balões

No final da missão, não fica nada fácil manter-se seguro

Surpresa! Metal Gear Survive é muito divertido. Não fui o único com essa impressão, vários jornalistas falaram o mesmo ao sair da sessão hands-on em um espaço a portas fechadas montado pela Konami. Com uma mecânica descompromissada com a realidade, ao mesmo tempo em que mostra alguma preocupação com o legado da série, Survive não penaliza novatos e traz uma mecânica cooperativa que agrada. Veja aqui a nossa prévia.

Melhor game de realidade virtual

Protagonista andando pelos cenários futuristas do game, em meio a puzzles

Star Child é, basicamente, uma obra de arte

Um título de plataforma compatível com o PlayStation VR, onde a câmera acompanha o personagem por cenários caprichados, usando movimentação 2.5D. Este é Star Child, anunciado na conferência pré-E3 da Sony e jogável na feira. Com diversos puzzles espalhados pelas fases, o título é uma experiência relaxante e inovadora. Veja aqui nossas impressões!

Melhor game para PlayStation 4

Suspeito de assassinar esposa fazendo a filha em refém, em cena do game

Filme ou game?

Falamos que ele parece um filme jogável, e Detroit: Become Human não esconde isso. Não é o game onde você sai atirando em tudo e correndo desesperadamente pelos cantos, mas sim um enredo que te obriga a pensar – e que joga uma grande responsabilidade nas decisões que você toma. Candidato a jogo do ano!

Melhor game para PS Vita

Em uma plataforma que ainda se recusa a morrer, Ys VIII: Lacrimosa of Dana brilha bastante.

Melhor game para Nintendo Switch

Com Xenoblade Chronicles 2 e outros títulos AAA não estando jogáveis, sobrou para Super Mario Odyssey representar (super) bem o Switch.

Melhor game para 3DS

Protagonista Tathu em combate

Este (a) é Tathu, herói/heroína em suas aventuras pelo deserto

Embora esteja prestes a ser lançado, Ever Oasis estava na feira e impressionou pela mecânica à la Zelda. Metroid: Samus Returns não estava jogável e poderia ter sido um bom competidor.

Melhor game para Windows

Protagonista golpeando inimigos em pleno deserto

Egito é palco de novo jogo da série

Com um enredo envolvente e um visual ainda mais realista, Assassin’s Creed Origins é o retorno da série multiplataforma.

Melhor game de Xbox One

Protagonista Lucky em cenário colorido do seu reino

Vem aí mais um mascote de plataforma – do jeito que a gente gosta

Já nasceu clássico. Super Lucky’s Tale representa uma mistura de Banjo-Kazooie, Mario e Crash Bandicoot ao mesmo tempo em que traz originalidade. Veja aqui a nossa prévia.

Melhor game da E3 2017

Caixinha do game, com Mario lançando seu boné em meio à cidade de New Donk City

Até a caixinha é linda

Super Mario Odyssey. A Nintendo não decepciona com a série principal do bigodudo e Odyssey é a prova disso! Há muito conteúdo, ao mesmo tempo em que a essência de Mario é mantida.


Se você acha que a cobertura da E3 2017 no BitBlog terminou, está enganado! Tem muito, muito conteúdo ainda por vir. Fiquem atentos em nosso site e redes sociais! Não deixe de acompanhar também o que rolou nas conferências da Nintendo e PlayStation.

Jogamos: Ys VIII Lacrimosa of Dana é um RPG de ação obrigatório

Ys é uma das séries de RPG mais queridas do Japão. A maior parte da série está disponível no Ocidente, mas não fez tanto barulho como poderia. Apenas com Ys: Memories of Celceta (que analisamos aqui) houve repercussão maior no Ocidente do game, que por acaso tem média 82 no Metacritic. Com Ys VIII: Lacrimosa of Dana, a série desembarca no PS4 e se mantém disponível para o fiel público do PS Vita. Jogamos o título na E3 2017, veja as nossas impressões abaixo!

Exploração, exploração, exploração

A demo exposta pela NIS America e Falcom estava limitada ao PS4. No comando do protagonista Adol Christin, a nobre guerreira Laxia e o pescador Sahad, é possível explorar uma grande floresta e enfrentar inimigos terrestres e aquáticos no caminho. Considerando que a demo foi extraída do meio da aventura, não há muito contexto do que aconteceu antes, nem dos motivos pelos quais os três se aliaram.

Assim como nos Ys anteriores, é possível alternar entre os personagens a qualquer momento: você comanda um, enquanto os outros te seguem. Adol é bastante balanceado; Laxia é ágil, mas causa menos danos; Sahad é lento, porém bem forte. Cada um deles tem seus próprios skills. Neste aspecto, Sahad é – de longe – o herói mais divertido de se jogar, visto que suas técnicas são poderosas e escrachadas, no melhor estilo J-RPG.

Ainda falando da demo, o trio encontra um velho amigo no meio do caminho, encontra um rico charlatão e ainda obtém uma luva que permite escalar e acessar novas áreas, no melhor estilo Ys. Um mapa no cantinho da tela facilita ao mostrar de onde você veio e pra onde você pode ir, já que ele é dividido em várias áreas, além de indicar a localização de baús (que dão novos itens).

A fórmula está de volta

Ys VIII: Lacrimosa of Dana é sucessor direto de Memories of Celceta. Logo, se você curtiu o último no PS Vita, pode esperar uma bela sequência. Explorar os ambientes do game é muito divertido. A possibilidade de alternar entre os heróis prolonga a experiência. O design de cada área, dentro de um mapa maior, é bem caprichado e não torna o título repetitivo, muito pelo contrário. Em cima de tudo isso, um enredo envolvente.

Ter ido ao PS4 fez bem para a franquia. Lacrimosa of Dana não vai ganhar o prêmio de jogo mais bonito na plataforma, mas está longe de parecer genérico. Foi uma evolução visual que se manteve fiel ao que é esperado da série. Embora os heróis não tenham tantos detalhes, os cenários são atraentes e empolgam. Ir para um console mais mainstream também aumenta o potencial público de Ys, que merece mais atenção dos jogadores ocidentais.


Ys VIII: Lacrimosa of Dana chega em 12 de setembro ao PS4 e PS Vita em mídias digital e física. Continue acompanhando a nossa cobertura da E3 2017 no site e mídias sociais do BitBlog!

Ys VIII: Lacrymosa of Dana chega em setembro ao ocidente

Ys VIII: Lacrymosa of Dana é o nosso jogo de PS Vita mais esperado para 2017 (veja a lista completa aqui). Também disponível para PS4 no Japão, o título ainda não tinha sua data de lançamento ocidental revelada. Duas semanas antes da E3, a NIS America se antecipou e fez o anúncio oficial: o RPG de ação chega em mídia física e digital no dia 12 de setembro, para PS4 e PS Vita. Uma versão digital no Steam (Windows apenas) sai na mesma data!

O jogo terá a opção de áudio em japonês e inglês, assim como as legendas. Enquanto você espera, aproveita e dá uma olhadinha na arte da capa, que tá bem interessante! Abaixo, o clipe de abertura. E se você não conhece a série, dá uma lida em nossa análise de Ys: Memories of Celceta pra ter uma ideia do que vem por aí!