StepBox

#CPRecife4: StepBox remunera entregadores de encomendas

Startup StepBox

A equipe da StepBox é formada por Roberto Almeida, 27 anos, Gustavo Lemos, 26 anos e Alaim Alves, 36 anos. A ideia da startup, presente na quarta edição da Campus Party Recife, é criar uma plataforma para entregas comunitárias que remunera a pessoa que faz o transporte. Exemplo: Eu preciso levar um notebook do Recife para Olinda. Cadastro o pedido no StepBox e alguém faz a entrega para mim, mas é cobrado um valor em função do veículo utilizado (bicicleta, moto ou carro) e quilometragem rodada. “É uma dinâmica que ajuda a resolver problemas de mobilidade urbana, colocando menos veículos nas ruas”, explica o campuseiro Roberto Almeida ao BitBlog.

Modelo StepBox

Para evitar “incidentes” (leia-se: furtos) o time explica que o app da StepBox mostra a localização GPS do entregador e há um sistema de avaliação mútua (para entregador e usuário). A exemplo do que acontece em outros aplicativos, como o EasyTaxi, quem tiver um ranking negativo vira carta fora do baralho. A equipe começou a trabalhar no projeto há cerca de três meses e ainda não chegou a validar a ideia, mas já desenvolveu um protótipo. O faturamento viria de um percentual calculado por cada transação financeira dentro da ferramenta.

Acompanhe nossa cobertura no Facebook e no Twitter.