Uber

Uber começa a operar no Recife nesta quinta

Agora é para valer. Depois de meses flertando com a possibilidade de iniciar operações no Recife, o aplicativo Uber – que já vinha dando vários sinais de interesse na capital pernambucana – finalmente oficializou a chegada do serviço à cidade. A informação é da própria equipe de comunicação do famoso app e foi divulgada na edição desta quinta-feira (03) do jornal Diario de Pernambuco, parceiro do BitBlog. Por enquanto, funcionará no Recife a modalidade UberX, que é um Uber “mais econômico”, digamos assim.

Há algumas semanas o Uber vem investindo em anúncios segmentados no Facebook para internautas do Recife. O objetivo era justamente aumentar a base de interessados em trabalhar como motoristas para o serviço de transporte particular. No mês passado, a gente repercutiu aqui no BitBlog uma entrevista do gerente geral do Uber para a América Latina, Andrew MacDonald, que confirmava os planos de expansão da empresa para o Norte e Nordeste do Brasil no roadmap de 2016.

Em outra ocasião, o blog analisou a possibilidade do Uber começar a operar no Recife – e que agora se torna realidade. Também fomos um dos primeiros veículos a noticiar, em agosto passado, a abertura de vagas do Uber na capital.

A partir das 14h desta quinta-feira, que é quando começa a operar, Recife passa a ser a oitava cidade brasileira a receber o serviço. O Uber já atuava em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Goiânia, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo.

Polêmico pela disputa acirrada com os taxistas (que o consideram serviço clandestino) e também por ousar confrontar o poder público – para se ter uma ideia, a Prefeitura do Recife chegou a dizer que não foi notificada pela empresa – a novidade deve dar o que falar.

COMO BAIXAR O UBER

O aplicativo do Uber é gratuito. Ou seja, você não vai pagar nada para fazer download dele no seu smartphone. Paga apenas pelas corridas, é claro.

Clique aqui para baixar o Uber para iOS.

Clique aqui para baixar o Uber para Android.

Clique aqui para baixar o Uber para Windows Phone.

COMO O UBER FUNCIONA?

O Uber é relativamente parecido com aplicativos como o Easy Taxi e o 99Taxis. Primeiro você precisa baixar o app no seu smartphone e efetuar um cadastro para inserir seus dados pessoais e informações de pagamento.

Através do GPS e sinal Wi-Fi, o aplicativo já vai tentar descobrir a sua localização. Há a opção de procurar o endereço no mapa ou digitar manualmente o ponto de partida. Depois é só escolher a modalidade do serviço na lista – aqui no Recife só tem o UberX disponível, por enquanto. A tela irá exibir as tarifas correspondentes ao serviço selecionado.

O usuário também pode informar previamente para onde ele deseja ir e receber uma estimativa do valor. As tarifas do Uber são um pouco diferentes do que estamos acostumados a ver com os táxis. Em geral, é feita uma cobrança baseada em tempo, distância e tipo de veículo contratado.

No Recife, o preço base do UberX será de R$ 2,50, com adicionais de R$ 0,17 por minuto, R$ 1,15 para cada quilômetro rodado e valor mínimo de R$ 6. Em São Paulo, para efeito de comparação, o preço base do UberX é R$ 2, com adicionais de R$ 0,26 por minuto e R$ 1,40 para cada quilômetro rodado. O valor mínimo cobrado é R$ 7.

Há, ainda o preço dinâmico, que pode ser ativado quando a demanda pelo serviço cresce repentinamente – a exemplo de carnaval e Réveillon. Clique aqui para entender como funciona o preço dinâmico. Nessas situações, prepare o bolso porque a tarifa aumenta.

COMO SER MOTORISTA DO UBER?

O Uber está continuamente buscando novos motoristas, a quem chama de parceiros. Se você possui interesse, clique aqui para fazer seu cadastro. Existem requisitos específicos – como modelo e ano do veículo que variam de acordo com a modalidade.

Eu recomendaria aos interessados em dirigir para o Uber que participem de grupos no Facebook. Já existe até um grupo do Uber no Recife. Mas tem outros como este daqui e este outro. Aproveite para ler relatos e trocar experiências.

REPERCUSSÃO


Gerente do Uber confirma expansão para Norte e Nordeste do Brasil

Já é oficial: o serviço de transporte privado Uber planeja uma expansão pelas regiões Norte e Nordeste do Brasil neste ano de 2016. Detalhes sobre as cidades não foram mencionados – inclusive nada se comentou sobre as vagas abertas no Recife – o que é uma estratégia até compreensível, dado o risco de confronto com a categoria dos taxistas. Mas o gerente geral do Uber para a América Latina, Andrew MacDonald, concedeu uma entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, do Uol. Ele afirmou que o aplicativo possui uma base de 10 mil motoristas cadastrados no país e quer elevar o número para 60 mil até o final do ano. Motoristas interessados podem se inscrever clicando aqui.

Na entrevista, Andrew MacDonald também revelou uma ampliação no número de funcionários nos escritórios do Uber no Brasil. A equipe, hoje composta por 53 pessoas, deve dobrar de tamanho. Atualmente o Uber opera em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Campinas e Goiânia. De acordo com o executivo, há interesse em qualquer cidade com mais de um milhão de habitantes.

O gerente do Uber disse que o Brasil é considerado o maior mercado da América Latina para a companhia e que, apesar dos protestos, alcançou um crescimento de 30% ao mês no país. Mesmo cientes das crises políticas e econômicas, há um clima de otimismo.

Taxistas vs Uber

No Recife, o Uber foi proibido de operar por conta de um projeto de lei aprovado na Câmara Municipal durante o segundo semestre do ano passado. Não foi a única capital em que o serviço teve problemas. Com grande pressão por parte dos taxistas – que se sentem prejudicados com o Uber e o acusam de concorrência desleal – a empresa se viu envolvidas em várias polêmicas.

Em São Paulo, chegou a fazer um pedido de apoio aos usuários para evitar a proibição. Carros pretos que ofereciam serviços através do Uber foram apreendidos, mas desde o início do ano o prefeito Fernando Haddad tem se mostrado favorável à regulamentação, o que despertou uma nova onda de protestos. A maioria envolvendo depredações de carros, ameaças e até agressões físicas.

Nas redes sociais, o embate é ainda mais perceptível. O BitBlog verificou grupos de taxistas e de motoristas do Uber no Facebook.

Os taxistas dizem que o Uber é transporte clandestino e compartilham decisões judiciais contra o serviço em várias cidades do mundo, além de disseminar notícias envolvendo polêmicas ocorridas com o aplicativo. Eles aproveitam a rede social para organizar protestos e os mais exaltados sugerem partir para a briga física.

Já os motoristas do Uber se referem aos táxis como “pombas brancas” e ridicularizam os taxistas. Com frequência defendem que a categoria presta um serviço com baixo nível de qualidade e, por isso, o Uber faz sucesso. Nos grupos, os motoristas alertam sobre protestos e dão dicas para não serem reconhecidos ao pegar passageiros no aeroporto.

Em dezembro do ano passado, um estudo do CADE – o Conselho Administrativo de Defesa Econômica – chegou à conclusão de que o Uber não estava roubando mercado dos taxistas, mas gerando uma nova demanda.

 

Afinal, o Uber vem ou não para Recife?

Nesta semana, o Uber voltou a divulgar vagas para a capital pernambucana, Porto Alegre e São Paulo, cidades em que chegou a ser proibido de operar por lei. No caso de Pernambuco, é importante lembrar que o famoso serviço de transporte particular jamais aportou em terras recifenses, embora várias vagas tenham sido criadas desde meados de 2015.  Enquanto não existe nenhum plano de expansão definido para o Nordeste – pelo menos oficialmente – as movimentações do Uber reacendem as dúvidas. Afinal, vem ou não para o Recife?

Vagas Uber Recife

O BitBlog entrou em contato com a assessoria de comunicação do Uber na tarde da última terça-feira (12) e ouviu, de maneira taxativa, que não há nada para ser anunciado. A equipe de comunicação também nos disse que a empresa faz planejamentos semanais e, independentemente da questão do Recife, é inviável falar sobre uma visão de longo prazo e as metas para este ano.

Portanto, oficialmente, a vinda do Uber para o Recife não é confirmada e dada como especulação.

Agora vamos a uma análise dos fatos. Análise que é subjetiva – até por este espaço se tratar de um blog – e é quando saio do oficial para dizer o que eu penso.

Não me parece fazer sentido uma empresa do porte do Uber abrir quatro vagas em postos de comando – coordenador de operações, gerente de marketing, gerente de operações e logística e gerente geral – sem que exista, ao menos, interesse em operar aqui. É verdade que as vagas estão lá há um bom tempo e talvez não exista nem uma previsão. Mas há indícios de pelo menos interesse no Recife.

Três das quatros vagas são até categorizadas como Operations & Launch (= operações e lançamento). Além disso, há vagas abertas em São Paulo para cargos de gerência tanto no Sudeste como no Nordeste.

uber gerentes regionais

Outro ponto que chama a atenção é que a forma de comunicar as oportunidades de carreira mudou. Neste post antigo, observamos que a descrição da vaga – sempre em inglês – chegava até a alfinetar os taxistas. Agora não há mais referência à categoria, que virou a inimiga número 1 do Uber.

operations coordinator uber recife

vaga de coordenador de operações também sugere uma expansão para a capital pernambucana ao dizer que a pessoa “dará suporte à equipe enquanto continuamos a aumentar nossa presença no Recife”. Adiante, na mesma vaga, a descrição usa a expressão shape a new brand in Recife, que pode ser traduzida como trabalhar no desenho de um novo modelo para o Recife.

operations coordinator uber recife 2

Questionada sobre a descrição da vaga, a assessoria de comunicação se limitou a falar apenas que “não significa nada” e manteve a posição oficial de que o Uber no Recife é especulação.

Em dezembro do ano passado, foi publicado um estudo do CADE – o Conselho Administrativo de Defesa Econômica – onde foi analisado o impacto do Uber no mercado de táxis. A conclusão do relatório, que você pode ler na íntegra aqui, é a seguinte:

“A análise do período examinado, que constitui a fase de entrada e sedimentação do Uber em algumas capitais, demonstrou que o aplicativo, ao contrário de absorver uma parcela relevante das corridas feitas por táxis, na verdade conquistou majoritariamente novos clientes, que não utilizavam serviços de táxi. Significa, em suma, que até o momento o Uber não “usurpou” parte considerável dos clientes dos táxis nem comprometeu significativamente o negócio dos taxistas, mas sim gerou uma nova demanda”

O que um relatório divulgado no mês passado tem a ver com este post?

As capitais escolhidas para o estudo foram São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Distrito Federal (no grupo de tratamento) e Recife e Porto Alegre (no grupo de controle). A metodologia, bastante comum nesse tipo de estudo, é explicada no relatório a partir da página 9. Para ler, veja o link acima.

A assessoria do Uber informou ao BitBlog que não teve qualquer participação na escolha das cidades do grupo de controle no estudo do CADE. De uma forma ou de outra, é impossível deixar de notar que uma recebeu o Uber em novembro do ano passado e a outra está com quatro vagas em aberto.

É um levantamento que, sem dúvida, torna-se um grande argumento a favor da expansão do Uber por outras capitais brasileiras, incluindo o Recife.

Mas, oficialmente…

Bem, oficialmente vocês já sabem.

 

Uber mira o Recife e abre vagas para gerentes na cidade

Embora não confirme oficialmente seus planos de expansão pelo país, o aplicativo de motoristas particulares Uber dá pistas de que – para o bem ou para o mal – chegará ao Recife. Há pouco menos de uma semana a empresa passou a ofertar, no menu de empregos do seu próprio site, vagas para a capital pernambucana. Uma delas é a de gerente geral. Na descrição da oportunidade, é dito que a posição é uma das mais exigentes dentro da companhia: “Como líder, (o candidato) é responsável pelo desenvolvimento e crescimento do nosso negócio em uma das principais cidades internacionais”.

Há outras duas vagas para os cargos de gerente de marketing e gerente de operação e logística. Recife é a única capital brasileira do Norte e Nordeste relacionada no banco de oportunidades do Uber. Todas as demais são para São Paulo, Belo Horizonte, Brasília (o aplicativo já funciona nessas três) e Curitiba, que possivelmente também receberá o serviço.

A descrição das atividades é apresentada de maneira bem coloquial e despojada. “Identificar e envolver os defensores da comunidade Uber que são igualmente apaixonados por explorar a cidade e serem salvos da alternativa deprimente (aqueles carros amarelos”, explica a vaga de gerente de marketing, alfinetando os taxistas. Os valores das remunerações não são informadas pelo Uber, que deve negociar o salário de acordo com a experiência de cada profissional.

Apesar das recentes polêmicas – especialmente a queda de braço com a categoria dos taxistas – parece que a plataforma vai mesmo chegar por aqui. Outro foco de resistência pode se formar na Câmara Municipal do Recife. Nesta semana, a vereadora Isabella de Roldão (PDT) apresentou um projeto de lei que pode proibir o serviço de transporte remunerado em carros particulares. O texto do PL propõe até uma multa no valor de R$ 1.700 e apreensão do veículo em caso de descumprimento.