Ubisoft

PS4 Pro é anunciado no PlayStation Meeting

Diretamente de Nova Iorque, a Sony anunciou nesta quarta-feira o PlayStation 4 Slim (o segredo mais mal guardado do ano) e o novíssimo PS4 Pro. Acompanhe abaixo o que rolou no evento PlayStation Meeting desta quarta-feira.

Primeiramente, muito prazer, PS4 Slim

PS4 Slim em pé, ao lado da sua embalagem

Olá, Slim

Já tínhamos abordado aqui no BitBlog: o modelo Slim do PlayStation 4 é um dos segredos mais mal guardados da história dos videogames. Há alguns dias, imagens e vídeos de unboxing do dispositivo vazaram na internet. A Sony esperou até o último instante para falar dele. Por isso, não nos surpreendeu a notícia. O Slim vai substituir o modelo atual, custando US$ 299 na América do Norte e com lançamento em 15 de setembro.

Se você possui o PS4 original, que já teve sua produção descontinuada, não se preocupe: trata-se apenas de uma “plástica”, ou um facelift – como a indústria gosta de chamar estes relançamentos. Além disso, a empresa japonesa anunciou que uma atualização de firmware vai trazer o recurso HDR a todos os 40 milhões de PlayStation 4 já vendidos em todo o mundo. Não ficará tão bom quanto no Pro, mas foi uma decisão acertada de Andrew House e seu time.

PS4 Pro: o novo queridinho da Sony

PS4 Pro em pé

Olá, Pro

O que a internet realmente queria ver no evento era o chamado PS4 Neo. Pedidos atendidos: a Sony revelou a evolução do PlayStation 4, que se chamará Pro. Quem achava que ia demorar pra vê-lo se surpreendeu: o PS4 Pro será lançado em 10 de novembro deste ano na América do Norte, custando US$ 399. Contando com suporte nativo a 4K e HDR, o console terá poder de processamento elevado: o poder da GPU foi dobrado e o clock rate aperfeiçoado. Com isso, até quem não possui TVs 4K poderá notar a diferença no desempenho dos games otimizados para o dispositivo.

A Sony anunciou que mais da metade dos seus títulos já lançados, até aqui, para o PlayStation 4 receberão atualizações para ficarem mais “bonitos” e leves no Pro, que vai compartilhar o mesmo catálogo de jogos do modelo tradicional. É uma evolução: compra quem quiser uma experiência mais avançada. Ao mesmo tempo, um possível “PS5” fica mais longe com este anúncio.

A indústria e o PS4 Pro

Cenário e protagonista de Horizon Zero Dawn

Da talentosa Guerilla Games, Horizon chega já em fevereiro de 2017

Imagens de futuros lançamentos exclusivos (Spiderman, Days Gone e Horizon: Zero Dawn) demonstraram a evolução visual do Pro. Além disso, os já lançados InFamous: First Light, Shadows of Mordor, Deus Ex: Mankind Divided, Call of Duty: Black Ops 3 e Paragon estão entre os games que receberão atualização para funcionarem melhor no novo modelo.

Executivos da Activision e EA Games revelaram no palco que as suas próximas novidades (Call of Duty: Infinite Warfare, Call of Duty: Modern Warfare Remastered, Fifa 17, Battlefield 1 e Mass Effect Andromeda) também estarão otimizados, já no dia de lançamento, para o Pro. A Ubisoft marcará presença da mesma forma com versões melhoradas de Watch Dogs 2 e For Honor. Pelo jeito, a indústria parece estar abraçando a nova criação da Sony, que chega ao mercado quase 1 ano antes do seu principal concorrente, o Xbox One Scorpio.

Watch Dogs 2 empolga, veja 19 minutos de ação

Se tem algo de que eu me arrependi fortemente, falando sobre a E3 2016, foi não ter jogado Watch Dogs 2. Priorizei novas franquias da Ubisoft (For Honor, Steep) e, quando vi, meu tempo tinha estourado. A frustração fica ainda maior quando vejo vídeos como o que foi revelado hoje.

O game, aparentemente, vai resolver os problemas do anterior: feito do “zero” para o PS4/One/Windows, a promessa é uma experiência mais fluida. Além disso, a San Francisco retratada no jogo parece bem mais interessante que a Chicago do primeiro Watch Dogs. Somando tudo isso aos recursos novos de multiplayer online (tanto o cooperativo quanto o PvP) e à nova mecânica de controle de carros, temos um novo candidato a jogo do ano.

Abaixo, veja 19 minutos de Watch Dogs 2, com narração (em inglês) da Ubisoft. O lançamento do título será em 15 de novembro.

Ubisoft terá conferência de imprensa na BGS 2016

É sempre bom ver empresas de games sendo atuantes no Brasil. A Ubisoft vem se destacando por aqui, e não falo apenas pelo lançamento e localização de jogos, mas também pela presença em feiras como a BGS (Brasil Game Show).

Na edição deste ano da BGS, a Ubi confirmou que vai comparecer mais uma vez. Além de For Honor e Steep (que jogamos durante a E3 e eu recomendo), a empresa terá uma coletiva de imprensa logo no primeiro dia, em 1 de setembro, às 15h30. Três produtores de Rainbow Six Siege estarão presentes. A Ubisoft ainda irá realizar na feira a primeira etapa do torneio mundial de Just Dance.

A BGS acontece de 1 a 5 de setembro em São Paulo, no SP Expo, na Rua J/K. Ela é considerada o maior evento de videogames da América Latina.

Rayman Origins está de graça no PC, veja como baixar

A Ubisoft está comemorando os seus 30 anos em grande estilo. Além de ter feito uma boa conferência na E3 2016, que acompanhamos in loco, a empresa está disponibilizando um game gratuito por mês, até o fim deste ano, no PC (Windows). Chegou a vez do mascote Rayman.

Valendo a partir desta quarta-feira, você pode baixar sem custo Rayman Origins. Lançado em 2011 para diversos consoles, o jogo de plataforma revigorou a franquia e se mostrou um dos títulos mais divertidos do gênero. Para baixar, basta ter uma conta Uplay (que também é grátis) e acessar o link na página do Ubi30. Corra se quiser fazer o download, porque em meados de setembro já será outro game.

Torneios de Rainbow Six Siege premiam em até R$ 100 mil

Quem curte e-Sports deve saber que Rainbow Six Siege é um dos games mais importantes nas disputas. A Ubisoft anunciou que as finais da Brazil Gaming League e da Elite Latinoamericana de Rainbow Six (Elite Six) vão acontecer no final de julho, na MAX5 em São Paulo (Rua da Mooca, 1.601). O público poderá participar mediante a aquisição de ingressos no site. As melhores equipes de Rainbow Six Siege competirão por prêmios de R$ 50 mil em cada uma das competições.

24/07: Brazil Gaming League

Os quatro melhores times da primeira fase voltam a se enfrentar. Dessa vez, presencialmente. Os confrontos da semifinal serão entre paiN Gaming x BBHost, às 14h, e INTZ e-Sports x Santos Dexterity, às 16h. Serão batalhas em melhor de três mapas. A grande final inicia às 18h, disputada em melhor de cinco mapas.

Os portões serão abertos às 13h (horário de Brasília) e fechados às 22h. Todas as partidas da fase final da Brazil Gaming League serão transmitidas ao vivo a partir das 14h pelo canal da X5TV na Azubu.tv e contarão com narração em português do Brasil.

30 e 31/07: Elite Six

A competição vai trazer as oito melhores equipes da América Latina. A primeira fase do torneio foi disputada em sistema de pontos corridos e os quatro times com melhor pontuação garantiram vagas para a fase de playoffs.

No primeiro dia, pelas semifinais, se enfrentam Santos Dexterity x Team United, às 14h, e INTZ e-Sports x BBHost, às 18h. Já no dia seguinte, a partir das 17h, a grande final vai trazer os vencedores em melhor de cinco mapas. Em ambas as datas, os portões serão abertos às 13h (horário de Brasília) e fechados às 22h. As finais da Elite Six serão transmitidas ao vivo a partir das 14h nos canais da Ubisoft Brasil nas redes sociais, com narração para o público brasileiro.

Splinter Cell fica gratuito no PC

A Ubisoft está comemorando os seus 30 anos em grande estilo. Além de ter feito uma boa conferência na E3 2016, que acompanhamos in loco, a empresa está disponibilizando um game gratuito por mês, até o fim deste ano, no PC.

Em julho, o escolhido foi Splinter Cell. Sim, o título original de 2002, que revigorou o gênero e se tornou mais uma franquia de sucesso. Para baixar, basta ter uma conta Uplay (que também é grátis) e acessar o link na página do Ubi30. Corra se quiser fazer o download, porque em agosto já será outro game.

Jogamos: Eagle Flight transforma o jogador em uma águia

Antes de testar Eagle Flight no estande da Ubisoft da E3, a portas fechadas, confesso que não me encantava muito pelo game. Isso só veio começar a mudar após as grandes experiências que tive recentemente com o PS VR: Until Dawn – Rush of Blood, Thumper e Batman Arkham VR me fizeram voltar a acreditar em realidade virtual. Logo, nada mais justo agora do que encarnar uma águia e voar pelos céus de Paris, certo?

No modo versus (multiplayer), dois times buscam fazer “gols”: para isso, é preciso capturar uma presa e levá-la até o topo da Torre Eiffel. O problema (ou não) é que você pode atirar em outras águias, ou sofrer dano vindo da equipe rival. Com isso, a presa é perdida e o jogo se inverte. A proposta é bem interessante, obrigando o jogador a voar baixo, entre os prédios, para desviar dos projéteis. Isso pode ser difícil com tantos obstáculos, mas é – de certa forma – emocionante.

Eagle Flight - 2Hora de voar!

É preciso usar o joystick em combinação com o VR para poder acertar os adversários, além de se locomover adequadamente. Como os movimentos da cabeça controlam a direção do jogador, em alguns momentos é comum se sentir enjoado, e aí entra minha sugestão: um comando para girar 180 graus, por mais absurdo que seja, poderia ajudar na jogabilidade.

Eagle Flight chega no fim do ano às três principais plataformas de VR: Oculus Rift, HTC Vive e PlayStation VR.