Videogames alternativos

10 videogames “imitação” que confundem o público

Parece incrível como, em pleno ano de 2015, os consoles clones ainda existem. No momento em que você lê esta matéria, certamente há uma mãe comprando um deles para os filhos em algum lugar do mundo. A reação em casa, logo depois, provavelmente não vai ser das melhores… Mas o que seria um videogame clone?

Principalmente em mercados emergentes, versões de plataformas famosas costumam ser vendidas, usando um nome parecido, mas um hardware bem diferente. Foi assim com o famoso PolyStation, que nada mais era do que um Nintendinho (NES) com cara de PlayStation. Pra piorar de vez a confusão, a caixa dele era similar à do Nintendo 64. Na hora de apertar “Open”, em vez de se deparar com o drive de CD, surgia uma entrada para cartuchos.

O BitBlog listou 10 plataformas alternativas que provocaram confusão. Veja e se surpreenda.

10) Pop Station PCP

Inspiração: Sony PSP
Mercado de origem: China

O PSP, querido portátil da Sony, foi lembrado pelos chineses através do PCP. Não me pergunte o que diabos significa este nome, mas o dispositivo lembra um daqueles “minigames” da década de 90. O mais curioso é a mídia usada pelos jogos: eles são fornecidos em formato de cartuchos com displays LCD (!), que devem ser encaixados no aparelho. Isso mesmo, o PCP em si (sem mídia nenhuma) vem sem tela. Se a ideia foi homenagear o VMU do Dreamcast, acho que não deu tão certo. O console imitação tem outro detalhe esquisito: é comercializado com fone de ouvido (!!!).

09) JXD S5100

Inspiração: Nintendo Wii U
Mercado de origem: China

 

Com uma “homenagem” ao controle Gamepad do Wii U, este aqui foi uma obra da empresa chinesa Jin Xing. Usando o Android 2.4.3 como sistema operacional, o dispositivo é classificado pelos seus criadores como um tablet e ganhou um sucessor em apenas 1 mês no mercado.

08) Game Theory Admiral

Inspiração: Game Boy Advance
Mercado de origem: desconhecido

Um portátil, com cara de GBA, mas que funciona apenas com cartuchos do Famicom, o Nintendinho japonês. Esta é a proposta do Game Theory Admiral. Como consta na caixa, ele fornece “cores de alta precisão”. Tá certo.

07) Xdcx

Inspirações: Xbox e Dreamcast
Mercado de origem: Japão

Xdcx - Clone do Xbox e Dreamcast

Uma mistura de Dreamcast com o primeiro Xbox, este aqui foi desenvolvido durante uma competição japonesa, mas não foi vendido oficialmente.

06) Treamcast

Inspiração: Dreamcast
Mercado de origem: China

Treamcast

Foi só anunciarem o fim do Dreamcast que lançaram um clone bem bizarro. O Treamcast consistia em uma modificação do videogame da Sega, mantendo suas peças originais, trazendo ainda um joystick semelhante ao do Saturn e uma tela LCD embutida, que lembrava a do PS1. Essa “salada” chamou a atenção da Sega, que entrou com uma ação judicial e interrompeu a fabricação do aparelho.

05) Chintendo Vii

Inspiração: Nintendo Wii
Mercado de origem: China

Para enriquecer ainda mais o post, uma obra de arte. O Chintendo Vii conta ainda com jogos AAA (ironia, ok?) embutidos na memória, como o Fry Egg (sim, aprenda a fritar um ovo usando sensores de movimento!) e Fever Move (o jogo da estátua, corajosamente levado a um videogame). Épico.

 04) FunStation 3

Inspiração: PlayStation 3
Mercado de origem: Taiwan

O PolyStation que se cuide… Em 2007, veio ao mundo o FunStation 3. Esqueça os discos Blu-Ray do PS3: o console aceita apenas cartuchos. Inclusive, o pacote básico do mesmo já traz o seu título mais consolidado no mercado: “Super Game – 1000000 in 1”. Com tamanha modernidade e um catálogo tão vasto, muitos se perguntam: “por que eu ainda não comprei um FunStation 3”?

03) Ouye

Inspirações: PS4 e Xbox One
Mercado de origem: China

O console, em si, lembra o PS4. O joystick é a cara daquele encontrado no Xbox One. E os jogos? Bom, o Ouye nada mais é do que um trambolho com Android 4.4.2 que tem saída 4K. Claro, por que não jogar Angry Birds em 4K? Que ideia genial.

02) Neo Double Games

Inspiração: Nintendo DS
Mercado de origem: China

Esqueça o Nintendo DS. A novidade do momento é o Neo Double Games, que traz duas telas, sendo uma com iluminação backlight e outra sem. Afinal, pra que gastar bateria, não é mesmo? O moderno dispositivo traz vários títulos na memória e é o feroz rival do PCP, apresentado aqui na lista. Duelo de titãs.

01) PolyStation

Inspiração: PlayStation
Mercado de origem: China

Um clássico. Como explicar o sucesso deste clone do NES? Basta ler o que há na caixa:

“1- A máquina. Visualize gráficos 8-bit incríveis e sons com qualidade de cartucho (!) em incríveis 94 MhZ (!!);
2-  O controle. Alcance novos níveis de precisão. Use o ergonômico joystick, que contém 14 botões e direcionais analógicos (onde???);
3- Os jogos. Os gráficos colocam você em ambientes 3D (não, viu). Se prepare para velocidade e animação em um campo interminável de perspectivas (ruins, tá?);
4- Conecte e jogue. Cabos estéreo AV são incluídos para a mais alta qualidade de imagem (pra que HDMI?) e som. Além disso, você pode ter sua zona de diversão conectada à TV simultaneamente (que moderno! Pensei que era pra conectar na geladeira!)”.