Instaplane combate lixo nas praias do Rio com Instagram

Campanha Instaplane usa Instagram para conscientizar sobre limpeza na praia

Uma campanha para a associação Rio Eu Amo Eu Cuido lembrou banhistas de praias do Rio de Janeiro da importância de não jogarem lixo na orla. Assim como acontece aqui no Recife, nem todo mundo cuida do litoral e é comum encontrar latinhas de refrigerante e pacotes de salgadinho na areia ou no mar. Como chamar a atenção das pessoas sem recorrer às fórmulas tradicionais? A resposta está no vídeo abaixo.

A ação, batizada de “Instaplane”, monitorou hashtags no Instagram para identificar banhistas nas praias da Barra, Pepê, São Conrado, Leblon, Ipanema e Copacabana. O próximo passo foi selecionar fotos que tinham algum objeto que poderia virar lixo, como palitinhos e embalagens. Em seguida, eram produzidas faixas dialogando com os usuários do Instagram e lembrando da importância de manter a praia limpa, mas através de uma linguagem coloquial e descontraída. Um avião sobrevoava a região carregando as faixas, que eram trocadas no ar.

A concepção do Instaplane é da agência Africa Rio, que rodou a campanha nos finais de semana de março e abril deste ano. O diretor de criação, Diogo Mello, explicou como surgiu a ideia: “Precisávamos chamar a atenção para a questão da sujeira nas praias, mas queríamos fazer isso da forma mais carioca, ou seja, simpática e amigável possível. Não queríamos uma campanha convencional e chata. Por isso chegamos a esse formato, já que a praia é a segunda casa dos cariocas e as redes sociais são a ferramenta perfeita para reverberar uma boa ideia”.

Foram produzidas cerca de 20 a 25 faixas durante a ação. O maior desafio foi a corrida contra o tempo. De acordo com Diogo Mello, a equipe tinha apenas 20 minutos para identificar a foto, produzir a faixa e posicioná-la para que o avião fizesse a troca. Embora o feedback tenha sido positivo, o diretor de criação afirma que o Instaplane não deve retornar. “A força dessa ideia está no ineditismo e na surpresa. O objetivo era que esses fatores gerassem um impacto nas praias, na cidade e online maior do que a ação em si. Conseguimos alcançá-lo e outras novidades virão”, comenta.

O que vocês acharam da ideia?